sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Aprendendo com as águias - Uma lição para se aprender



Apendendo com as águias


A águia é a ave que possui maior longevidade da espécie. Chega a viver setenta anos.
Mas para chegar a essa idade, aos quarenta anos ela tem que tomar uma séria e difícil decisão. Aos quarenta ela está com as unhas compridas e flexíveis, não consegue mais agarrar suas presas das quais se alimenta. O bico alongado e pontiagudo se curva. Apontando contra o peito estão as asas, envelhecidas e pesadas em função da grossura das penas, e voar já é tão difícil!
Então a águia só tem duas alternativas: Morrer, ou enfrentar um dolorido processo de renovação que irá durar cento e cinquenta dias.
Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e se recolher em um ninho próximo a um paredão onde ela não necessite voar. Então, após encontrar esse lugar, a águia começa a bater com o bico em uma parede até conseguir arrancá-lo.
Após arrancá-lo, espera nascer um novo bico, com o qual vai depois arrancar suas unhas. Quando as novas unhas começam a nascer, ela passa a arrancar as velhas penas. E só cinco meses depois sai o formoso vôo de renovação e para viver então mais trinta anos.

SANTO ESTANISLAU KOSTKA - EXEMPLO DE SANTIDADE - NOBREZA E JUVENTUDE ALIADAS A VIRTUDE EXÍMIA


  

Uma das glórias da Companhia de Jesus, Santo Estanislau Kostka, é um dos santos não-mártires mais jovens da Igreja, pois faleceu aos 18 anos incompletos, tendo entretanto vivido, para a virtude, como um ancião
"Ajoelha-te, ajoelha-te; vê que Santa Bárbara, acompanhada de dois Anjos, traz-me a Comunhão”, exclamou Estanislau moribundo no leito, dirigindo-se a seu preceptor, quando estudante no colégio jesuíta de Viena.
E o preceptor completa sua narração com as seguintes palavras: “E levantando-se, pôs-se de joelhos na cama. Depois disse três vezes: ‘Senhor, eu não sou digno...’ Abriu a boca... e estendeu a língua com profundíssima humildade”.(1) Mas não foi ainda desta vez que Estanislau morreria.
Esse episódio é emblemático da vida inteiramente excepcional deste Santo, cuja festa comemora-se a 13 de novembro, dia em que seu corpo foi exumado e encontrado sem nenhuma forma de corrupção.
Das mais nobres famílias da Polônia
Estanislau nasceu em 1550 no castelo de Rostkow, de uma família das mais nobres da Polônia, que se “distinguia pela invariável fidelidade à antiga fé católica, diante das tempestades luteranas e renascentistas”.(2) Seus pais foram João Kostka, Senador do Reino, e Margarida Kriska, de estirpe não menos ilustre que o marido.
Estanislau foi dessas almas que parecem ter, desde o berço, correspondido a todas as graças especialíssimas com que Deus as cumula, percorrendo em pouco tempo, na santidade, uma carreira que muitos levam a vida inteira para atingir.
De uma pureza extrema, qualquer palavra mais livre fazia o menino enrubescer e até mesmo perder os sentidos. Quão diferente da perversão infantil que grassa em nossos dias! “Falemos doutra coisa, costumava dizer o velho pai, senão o nosso Estanislauzinho levantará os olhos ao céu, para dar em seguida com a cabeça no chão”.(3) A par dessa extrema delicadeza de consciência, o menino foi, desde cedo, também modelo de sabedoria e honestidade.
Na capital do Império Austro-Húngaro
Foi-lhe dado como preceptor um jovem cavaleiro, João Bilinski, para ensinar-lhe as primeiras letras. Aos 14 anos seu pai enviou-o com este, e com o irmão mais velho, Paulo, para Viena, onde o Imperador Fernando tinha fundado um colégio jesuíta para a educação da juventude de língua alemã. Foram recebidos na qualidade de internos; e quando Maximiliano I fechou o internato, foram viver na casa de um luterano, o Senador Kimberker. Para a consciência reta de Estanislau, o viver sob o teto de um herege era um contínuo tormento.
Entre seus condiscípulos, Estanislau logo se fez notar “por seu belo espírito, assiduidade ao estudo e raras virtudes. .... Ele fugia cuidadosamente da conversação dos escolares libertinos e de tudo que não o incitasse à devoção e ao amor de Jesus Cristo .... O recolhimento e o silêncio faziam suas delícias; e, quando falava, era sempre com tanta modéstia e discrição, que, era perceptível, não dizia nada precipitada ou irrefletidamente”.(4)
Ora, nunca dois irmãos foram tão diferentes como Paulo e Estanislau. O primogênito era amante da boa-vida, mundano, dado aos prazeres que a grande capital podia oferecer. O caçula não vivia senão para as coisas celestes. E com isso era, mesmo sem o querer, uma censura muda e constante ao modo de ser do irmão. Evidentemente tinham que surgir atritos, que Paulo resolvia segundo a “lei do mais forte”, chegando muitas vezes a agredir Estanislau. Este entretanto tinha uma fortaleza de alma que se sobrepunha à moleza produzida pelos vícios no irmão.
Nossa Senhora lhe entrega o Menino Jesus
Certo dia Estanislau adoeceu tão gravemente, que os médicos declararam nada mais ser possível fazer, e que a medicina já não podia salvá-lo. O doente suplicou então ao irmão e ao preceptor que chamassem um sacerdote para ministrar-lhe os Sacramentos, ao menos a Sagrada Comunhão. No entanto, os dois, temendo desgostar o luterano que jamais permitira a entrada de um sacerdote católico em sua casa, optaram por fazer ouvidos moucos. Estanislau resolveu então apelar para o Céu; lembrou-se de ter lido certa vez que os que se recomendavam a Santa Bárbara não morriam sem receber os Sacramentos. Com fervor, pediu então a intercessão dessa Santa em seu favor. O que ocorreu a seguir, narrado por seu preceptor, depois ordenado Sacerdote, vem descrito no início deste artigo.
Pouco depois ele recebia também a visita de Nossa Senhora com o Menino Jesus nos braços e colocando-O nos de Estanislau. Ao despedir-se, a Mãe de Deus recomendou-lhe que entrasse para a Companhia de Jesus. No mesmo momento, Estanislau sentiu-se inteiramente curado.
Dois Santos o auxiliam a realizar sua vocação



O adolescente quis obedecer imediatamente o conselho de Nossa Senhora. Foi procurar o Pe. Provincial dos jesuítas na Áustria, mas este negou-lhe admissão sem a autorização do pai; recorreu ao Legado Papal, que também não quis comprometer-se. Aconselhado então pelo Pe. Francisco Antônio, confessor português da Imperatriz, fez o voto de peregrinar de casa em casa da Companhia pelo mundo, até encontrar uma que o admitisse sem condições.
Para isso teve que sair escondido de casa e tomar a estrada para Augsburgo. Doou seus trajes de seda a mendigos, e vestiu-se com uma grosseira túnica adrede preparada. Entrementes seu irmão e o preceptor, dando-se conta da fuga, partiram de carruagem atrás do fugitivo. Quando dele se aproximaram, Estanislau, como um pobre peregrino, pediu uma esmola. Sem se darem conta, jogaram-lhe uma moeda e continuaram o caminho...
Como o Provincial de Augsburgo encontrava-se em Dilingen, para lá se dirigiu o jovem polonês. Ora, este não era senão o grande São Pedro Canísio, que reconquistaria para a verdadeira fé quase metade da Alemanha, pervertida pelo ímpio Lutero. Como os Santos se entendem, foi sem dificuldade nenhuma e com grande alegria que ele recebeu o jovem postulante. E, para livrá-lo da possível perseguição do pai, enviou-o com outros dois pretendentes à casa mãe, em Roma.
Outro grande Santo, São Francisco de Borgia, então terceiro Geral dos jesuítas, recebeu Estanislau na Cidade Eterna com os braços abertos dizendo-lhe: “Estanislau, eu te recebo, e não te posso negar este gosto, porque tenho muitas provas de que Deus te quer em nossa Companhia”[i].
Assim via Estanislau atendidos seus votos, entrando para o noviciado de Santo André do Quirinal a 28 de outubro de 1567.
O Anjo do Noviciado
Em pouco tempo o jovem polonês mereceu de seus condiscípulos o cognome de o Anjo do Noviciado. “Apoiado no conhecimento de si mesmo, quer dizer, de seu nada [sem a graça divina], de suas fraquezas, de sua incapacidade para todo bem e de sua corrupção original, ele tinha uma humildade que os louvores não podiam alterar, e que as reprimendas mais humilhantes não podiam exasperar”.(6) Seu amor a Deus era tão veemente, que abrasava-lhe o peito. Um dia, o Padre-ministro encontrou-o muito cedo no pátio, perto da fonte, refrescando-se. ¾ “Que fazes aqui numa hora tão matinal?” perguntou-lhe. Respondeu o noviço: ¾ “Padre, meu peito ardia muito e vim buscar um pouco de alívio”.(7)
Devoção especialíssima à Mãe de Deus
Estanislau tinha a mais profunda devoção a Maria Santíssima. Estudava e compilava os textos mais belos em seu louvor, e as passagens mais próprias a demonstrar sua grandeza. Em sua honra rezava, desde pequeno, o Rosário. A quem lhe perguntava por que amava tanto a Maria, respondia: “Como não A hei de amar, se é minha Mãe?”
Foi por insistência sua que se instituiu o costume de os noviços todas as manhãs, logo ao acordarem, porem-se de joelhos voltados em direção da Basílica de Santa Maria Maior, e pedir a Nossa Senhora sua bênção. O mesmo fariam à tarde, logo depois do exame de consciência. Esse costume manteve-se depois no Noviciado.
O desejo de Estanislau era o de morrer na véspera do dia de gloriosa Assunção de Maria ao Céu, e ele teve uma revelação de que seu voto seria atendido.
No dia de sua festa, Maria Santíssima vem buscá-lo e o leva ao Céu



Como era costume em diversas comunidades religiosas, no fim do mês de julho foi distribuído a esmo, no noviciado jesuíta, o nome de um Santo daquele mês que cada religioso deveria venerar e honrar de modo mais especial durante o mês entrante. Coube a Estanislau, para agosto, o do grande mártir São Lourenço. No dia 8, na vigília da festa do Santo, Estanislau quis honrá-lo de uma maneira particular, fazendo um ato de humilhação pública. Após ter dito suas faltas no refeitório, osculou os pés de cada religioso, disciplinou-se, e pediu a cada um de esmola um pequeno pedaço de pão para sua refeição. Depois foi ajudar na cozinha onde, à vista do fogo, começou a meditar nos sofrimentos de São Lourenço, assado vivo em uma grelha. Isso o impressionou tanto, que caiu desmaiado. Levado à sua cela, veio-lhe à boca um fluxo de sangue. Soube então que seu desejo de morrer no dia da Assunção seria satisfeito. E isso ele o dizia a todos.
Na vigília dessa gloriosa festa, pediu para lhe serem administrados os Sacramentos, que recebeu angelicamente. E às três horas da manhã do dia 15, Nossa Senhora, acompanhada por uma multidão de Anjos, veio receber a virginal alma de Estanislau Kostka. Ele morria aos 18 anos incompletos, tendo passado apenas 10 meses no noviciado jesuíta.
Acorreu tanta gente a seu enterro, que levou seu médico, Dr. Francisco Tolet, depois nomeado Cardeal, a exclamar: “Eis uma coisa verdadeiramente maravilhosa: um pequeno noviço polonês que morre; faz-se honrar pela cidade de Roma como um Santo!”.(8)
A glorificação post mortem
Enterrado na igreja Santo André monte Cavallo, em Roma, começaram a ocorrer milagres em seu túmulo. Sua fama difundiu-se, primeiro por sua pátria, e depois por toda a Europa. Na Polônia “não havia Prelado ou grande senhor que não quisesse ter [sua estampa], e o próprio Rei colocou-o em sua galeria junto às imagens dos santos”.(9)
Beatificado em 1604, Estanislau foi canonizado em 1726.
________________
Notas:
1-Pe. José Leite, S.J., Santos de Cada Dia, Editorial A.O., Braga, 1987, 3ª edição, vol. III, p. 294
2-Idem, ibidem
3-Id. Ib.
4-Lês Petits Bollandistes, Viés dês Saints, d'après de Père Giry, par Mgr. Paul Guérin, Paris, Bloud et Barral, Libraires-Éditeurs, Paris, 1882, vol. XIII, p. 388.
5-Abbé Croisset, Año Cristiano, tradução espanhola do Pe. José Francisco de Islã, Saturnino Calleja, Madri, 1901, tomo IV, p. 497
6-Les Petits Bollandistes, op. cit. p. 391.
7-Pe. José Leite, op. cit., p. 296.
8-Les Petits Bollandistes, op. cit., p. 394.
9-Id., ib., p. 394

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

30 de Novembro - Santo André (Apóstolo)


30 de Novembro - Santo André (Apóstolo)



Busto relicário de Santo André
ourivesaria napolitana - séc. XVI
catedral de Amalfi


Santo André era irmão de Simão Pedro e como ele pescador em Cafarnaum, para onde tinham migrado ambos da cidade natal de Betsaida. Jesus demonstra as profissões exercidas pelos doze apóstolos - deu preferência aos pescadores, embora no meio do colégio apostólico os agricultores estivessem representados por Tiago Menor e seu irmão Judas Tadeu, e os comerciantes e homens de negócios estão honrados pela presença de Mateus. Dos doze, o primeiro a ser tirado das tranquilas e fecundas águas do lago de Tiberíades para receber o título de pescador de homens, foi justamente André, seguido logo de João.

Giuseppe de Ribera
Quadreria dei Girolamini - Nápoles

Os dois primeiros chamados haviam já respondido ao apelo do Batista, cujo grito os havia arrancado da pacífica vida do dia-a-dia para prepará-los para a iminente chegada do Messias. Quando o austero profeta lhes indicou Jesus, André e João se aproximaram dele e com emocionante simplicidade limitaram-se a perguntar-lhe: "Onde moras?", sinal evidente de que em seu coração já haviam feito a escolha. André foi também o primeiro a recrutar novos discípulos para o Mestre: "André encontrou primeiro seu irmão Simão e lhe disse: "Achamos o Messisas". E o conduziu a Jesus". Por isso André ocupa um lugar eminente no elenco dos apóstolos: os Evangelistas Mateus e Lucas colocam-no no segundo lugar, logo depois de Pedro.
Luca Giordano
Crucificação de Santo André
coleção particular

Santo André é mencionado no Evangelho mais duas vezes, na multiplicação dos pães, quando apresenta o menino com alguns pães de cevada e poucos peixinhos; quando se faz intermediário do desejo dos forasteiros vindos a Jerusalém para serem apresentados a Cristo, e quando com a sua pergunta provoca a predição por Jesus da destruição de Jerusalém.
Diz a Tradição que, por ocasião da partida dos apóstolos para levar o Evangelho pelo mundo, André viajou para a região dos mares Cáspio e Negro. Por último, fundou a igreja em Patras, na Grécia, que foi uma das mais florescentes dos tempos apostólicos. Esta mesma fonte afirma ter Santo André morrido crucificado em Patras, no dia trinta de novembro. A ele está relacionada a Cruz de Santo André em forma de X.
Mattia Preti
Crucificação do Santo
altar-mor da Igreja de Sant'Andrea della Valle - Roma

Depois das perseguições romanas, as relíquias do Santo foram transportadas para Constantinopla e, pelo ano 1460, transferidas para Amalfi e Roma. Mais recentemente, o Papa Paulo VI, em 1964, desejando simbolizar a união de fraternidade com a Igreja Ortodoxa, devolveu as relíquias de Santo André à Igreja de Constantinopla.

Sacratíssimo Rosário Meditado nº22 do Santuário das Aparições de Jacareí - SP



http://pt.gloria.tv/?media=364732

TEL: (0XX12) 9701-2427




CANAIS DE DIVULGAÇÃO:



IRMÃOS, ACOMPANHEM OS VÍDEOS NOS CANAIS DE DIVULGAÇÃO DO YOUTUBE:


Youtube Avisos do Céu


Desde o dia 7 de fevereiro de 1991, há 21 anos, Nosso Senhor Jesus Cristo, Maria Santíssima, São José, o Divino Espírito Santo, os Anjos e os Santos, vem aparecendo diariamente em Jacareí, São Paulo, Brasil, às 18:30hs (hora de Brasília). Ela se apresenta como Rainha e Mensageira da Paz e faz um último apelo à conversão, através de um jovem: Marcos Tadeu, que no início das Aparições tinha 13 anos apenas. São as mais intensas Aparições da história de nosso país, e Maria Santíssima diz que são as últimas Aparições para a Humanidade. A Mãe de Deus pediu que fosse feita todos os dias, às oito horas da noite, a Santa Hora da Paz a fim de que as famílias se convertam e o mundo tenha Paz. Ela prometeu a Sua proteção às famílias que a fizerem todos os dias. Nossa Senhora diz que as Aparições de Jacareí e a de Medjugorje (ex-Iugoslavia) são a continuação e a CONCLUSÃO de Fátima.

OS DEZ SEGREDOS DE MEDJUGORJE

29 DE NOVEMBRO - ANIVERSÁRIO DAS APARIÇÕES DE BEAURAING - BÉLGICA

29 DE NOVEMBRO - 80º ANIVERSÁRIO DAS APARIÇÕES DE BEAURAING - BÉLGICA












Os videntes

As irmãs Andreia e Gilberta Degeimbre, de 14 e 9 anos respectivamente, e outros três irmãos, Fernanda, Alberto e Gilberta Voisin, de 15, 11 e 7 anos.



A Mensagem

Na tarde de 29 de Novembro de 1932

As duas irmãs Degeimbre e os dois irmãos Alberto e Fernanda Voisin, dirigem-se para a escola das religiosas, para irem buscar a mais nova dos Voisin, Gilberta. Já tinha caído a noite e fazia frio.

No fim da rua da igreja, onde era a escola das irmãs, elevam-se dois pilares que sustentam um viaduto. Alberto, chegados à parta da escola, volta-se na direcção dos pilares e é aí que vê uma forma branca, semelhante à imagem de Nossa Senhora de Lourdes que estava numa reprodução da gruta de Lourdes, que havia no jardim da escola. Perante a exclamação de Alberto, todas as crianças se viraram e viram uma pessoa vestida de branco que flutuava no ar entre o viaduto e gruta da Virgem de Lourdes. Aparece entretanto a pequena Gilberta à porta da escola e, não sabendo de nada, vê também "uma mulher vestida de branco e de mãos juntas, e que olhava para ela". As religiosas, alertadas pelas palavras das crianças, disseram que uma imagem (a da gruta de Lourdes) não podia mexer e mandaram-nas para casa.



No dia seguinte, o mesmo grupo deslocou-se à escola à mesma hora. Lá estava Nossa Senhora com o mesmo aspecto, deslocando-se no ar.

No dia 1 de Dezembro

Novamente as crianças se dirigiram ao local, seguidas de cerca de doze pessoas entre as quais a mãe Degeimbre munida dum varapau.

A Virgem aguardava as crianças no caminho que vai desde o gradeamento do jardim da escola até à gruta. A visão durou apenas instantes, o tempo de ver uma luz mais intensa que das outras vezes e que a cabeça da virgem estava rodeada duma coroa feita de numerosos raios dourados que lhe cingia a fronte. Tinham também brilhantes olhos azuis que contemplavam as crianças com extrema doçura.

Feitas as inspecções sem sucesso pela Sra. Degeimbre e pelos outros, as crianças preparavam-se para voltar a casa quando deram um grito e, diante delas, em cima duma nuvem junto ao chão, estava a Virgem de mãos juntos e de olhos virados para o céu. As crianças caíram em êxtase. Quando a imagem desapareceu, abrindo os braços para as saudar e abençoar, sempre sem dizer uma palavra, as crianças saíram do êxtase. Mas, poucos passos à frente, viram de novo a Virgem e não foi pela última vez nesse dia. As mães dos videntes decidiram voltar à gruta para mais inspecções, As crianças foram atrás delas e cerca das oito da noite, depois de terem ultrapassado o gradeamento, Alberto, Fernanda e Andreia caíram de joelhos: a Virgem tinha voltado e estava debaixo dum arbusto, um tronco de espinheiro.

A Virgem apareceu neste local mais de 30 vezes. A Madre Superiora proibiu que as crianças fossem à escola no dia seguinte. As crianças obedeceram mas passaram a noite a rezar e a chorar.

Todas as aparições acorreram ao fim do dia, o que deu origem a uma grande afluência. Nos primeiros dias a Santa Senhora parecia esperar pelas crianças. Apareceu-lhes enquanto rezavam o terço. Quando a viram, as suas vozes tornaram-se mais agudas e mais altas parecendo uma só voz. Algumas centenas de pessoas rezavam com elas durante este silêncio puro. As religiosas que escutam esta maravilha, que terão elas pensado? A verdade é que não apareceram e conservaram o gradeamento fechado. Então, em 8 de Dezembro, de manhã muito cedo, confessa-se um grande número de pessoas, muitas delas claramente convertem-se. Um número enorme recebe a comunhão. Depois da missa há uma procissão aos troncos de espinheiro. Começa a vir gente de toda a parte da Bélgica.

Às três horas da tarde, o terreno do convento está cheio de gente, bem como a rua. A polícia mantém a ordem e entoa-se o cântico: "Estende as tuas mãos abençoadas sobre toda a Bélgica". O espaço em torno dos espinheiros está cheio de velas acesas e então, o gradeamento do convento é fechado o que não foi muito fácil. As velas são apagadas e a polícia continua a patrulhar o lugar para proteger a propriedade das religiosas e impedir que as pessoas forcem o gradeamento.

Às 18 horas, as crianças chegam e ouve-se uma voz que diz: "Ela está aqui!!" Caem de joelhos e rezam a Avé Maria. Pedem a Nossa Senhora que fale mas ela faz só um sorriso. Então todos rezam o terço inteiro e a aparição permanece visível durante todo o tempo.

Há seis médicos que querem ver as crianças e examiná-las. Passam uma lâmpada eléctrica diante dos olhos de uma das crianças, um médico enfia uma agulha profunda noutra criança e coloca um fósforo aceso em cima da mão de uma das meninas, o fósforo arde até ao fim, mas não aparece nenhum sinal de queimadura. Os médicos concordam todos que as crianças estão em êxtase total.

As crianças são interrogadas em separado, mas não surgem diferenças entre o que cada uma diz. É admirável escutar o que a mais nova diz quanto à aparência da Senhora. Mas as pessoas perceberam que Nossa Senhora apareceu.

Finalmente, a Senhora diz quem é, respondendo a uma pergunta de Alberto:


Sou a Virgem Imaculada.

E Alberto continua: "Que quer de nós?"

A Virgem responde:


Quero que sejais sempre muito bons.

Em 23 de Dezembro, diz:


Queria que se construísse aqui uma igreja para que as pessoas possam vir em peregrinação.

Em 29 de Dezembro, Fernanda ouve dizer-lhe:


Rezai sempre.

Ao mesmo tempo, Fernanda vê aparecer sobre o peito da Virgem um coração de ouro resplandecente.

E também em 2 de Janeiro, Nossa Senhora diz:


Amanhã direi a cada um de vós, algo de muito especial.

Em 3 de Janeiro é o último dia das aparições e definitivamente o dia mais importante para os anúncios. Alberto recebe um segredo que nunca revelou e sua irmã Gilberta também.

Mas Gilberta, a mais crescida, ouve a grande promessa de Beauraing:


Converterei os pecadores.

E a Andreia, confirma a sua identidade:


Sou a Rainha do Céu e a Mãe de Deus. Rezai sempre.

A Fernanda, que ao princípio não se tinha dado conta de nada e que por isso continuava a rezar mais afincadamente, Nossa Senhora disse:


Amas o meu Filho? Amas-me? Então oferece-te a mim!



Reconhecimento pela Igreja



Em Fevereiro de 1943, D. Charue autorizou a devoção pública a Maria, em Beauraing, mas foi apenas em 1949, depois da Segunda Guerra Mundial, que o santuário foi oficialmente reconhecido e que saíram dois documentos importantes. O primeiro tratava de duas das muitas curas que tiveram lugar em Beauraing, declarando-as milagrosas.

O segundo documento era um carta dirigida ao clero em que o bispo dizia "estamos habilitados para dizer com toda a serenidade e prudência que a Rainha do Céu apareceu às crianças de Beauraing, durante o Inverno de 1932-1933, especialmente para nos mostrar com o seu coração maternal, o apelo intenso à oração e a promessa da sua poderosa mediação pela conversão dos pecadores."

TEL: (0XX12) 9701-2427




CANAIS DE DIVULGAÇÃO:



IRMÃOS, ACOMPANHEM OS VÍDEOS NOS CANAIS DE DIVULGAÇÃO DO YOUTUBE:


Youtube Avisos do Céu


Desde o dia 7 de fevereiro de 1991, há 21 anos, Nosso Senhor Jesus Cristo, Maria Santíssima, São José, o Divino Espírito Santo, os Anjos e os Santos, vem aparecendo diariamente em Jacareí, São Paulo, Brasil, às 18:30hs (hora de Brasília). Ela se apresenta como Rainha e Mensageira da Paz e faz um último apelo à conversão, através de um jovem: Marcos Tadeu, que no início das Aparições tinha 13 anos apenas. São as mais intensas Aparições da história de nosso país, e Maria Santíssima diz que são as últimas Aparições para a Humanidade. A Mãe de Deus pediu que fosse feita todos os dias, às oito horas da noite, a Santa Hora da Paz a fim de que as famílias se convertam e o mundo tenha Paz. Ela prometeu a Sua proteção às famílias que a fizerem todos os dias. Nossa Senhora diz que as Aparições de Jacareí e a de Medjugorje (ex-Iugoslavia) são a continuação e a CONCLUSÃO de Fátima.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

JACAREÍ, 25.11.2012 - MENSAGEM DE NOSSA SENHORA E SÃO TIRSO - FESTA DA MEDALHA MILAGROSA E CRISTO REI DO UNIVERSO - COMUNICADAS AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA - CAPELA DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ - SP - BRASIL -

  



VÍDEO DA APARIÇÃO, MENSAGEM DE NOSSA SENHORA E SÃO TIRSO E PALESTRA DO VIDENTE MARCOS TADEU.





http://gloria.tv/?media=363870


JACAREÍ, 25 DE NOVEMBRO DE 2012
CAPELA DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ/SP
FESTA DA MEDALHA MILAGROSA E CRISTO REI DO UNIVERSO
MENSAGEM DE NOSSA SENHORA E SÃO TIRSO
COMUNICADAS AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA

MARCOS: “-Sim, já está em andamento. Como a Senhora quiser, colocarei sim.”




MENSAGEM DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS 

        “-Amados filhos, hoje, quando já estais comemorando o Aniversário da Minha Aparição à Minha filhinha Catherine Labouré, na qual lhe revelei a Minha MEDALHA MILAGROSA, Eu venho mais uma vez para dizer-vos:
Eu Sou a Mulher vestida de Sol terrível como um exército em ordem de batalha. E assim foi que apareci à Minha filhinha Catherine, poderosíssima mais brilhante do que o Sol, irradiando raios poderosíssimos das Minhas Mãos para mostrar ao mundo inteiro que Sou a Medianeira de todas as graças, a Rainha do Céu e da Terra, soberana e imperatriz dos Serafins, dos Querubins, dos Anjos, dos Santos que estão no Paraíso e também Celestial governadora do Céu e da Terra e de tudo o que neles existem. E por isso, o Meu Filho Jesus Rei do Céu e da Terra, por amor a Mim Me deu todo o poder para realizar aquilo que Eu quiser em qualquer lugar da Terra e para realizar portentos e prodígios para a salvação de todos os Meus filhos, para converter os pecadores e para despertar a fé naqueles que estão entorpecidos no sono da indiferença e do pecado.
Todo o poder Me foi dado no Céu e na Terra e por isso não há nada que Eu não possa realizar e é por isso também que em breve realizarei o maior Triunfo do Meu Coração Imaculado no mundo todo. A conversão do Meu filho Alfonso Ratisbone que era Judeu, inimigo da fé católica e que depois da Minha Aparição a ele se transformou não somente em bom católico, mas em Apóstolo fervoroso do Meu Filho e santo apóstolo Meu, prova-vos que para Mim não há nada impossível, nenhuma conversão é impossível, nenhuma obra é difícil.
Por isso, no Triunfo do Meu Coração Imaculado converterei muitos pecadores, muitos homens de coração duro, que como o Meu filhinho Alfonso Ratisbone Me rejeitavam e que naquele dia abençoado, glorioso e feliz, cantarão Comigo louvores ao Senhor e bendirão o Meu Nome pelos quatro cantos da Terra.
O Meu poder se estende por tudo aquilo que Deus criou e não há muralha impossível de ser derrubada por Mim, por isso: Confiança Meus filhos! Continuai a rezar pela conversão dos pecadores, como e vos pedi e como bem fez o bom Barão que rezou pela conversão de Alfonso Ratisbone, em breve vossas orações serão ouvidas e eu converterei aqueles por quem vós tanto rezais e vos sacrificais nesta Terra.
As vossas orações não estão caindo em ouvidos surdos, como não caíram as Orações do Meu filho Barão e assim como Eu ouvi as súplicas dele fazendo a conversão de Alfonso, Eu também farei a conversão de muitos pecadores e assim será o grande Triunfo do Meu Coração Imaculado.
Este Milagre acontecerá em virtude do Meu poder e das orações de tantos filhos Meus, que Comigo intercedem, sofrem e sacrificam-se pela conversão dos seus irmãos mais pecadores. A Paz então reinará na Terra e uma era de Paz virá para todos vós, para os Meus filhos bons do mundo inteiro!
Eu Sou a Mulher vestida de Sol, terrível como um exército em ordem de Batalha e por isso apareci à Minha filhinha Catherine Labouré esmagando a cabeça da serpente infernal, para mostrar-vos que o tempo do Meu inimigo que estava para começar pouco depois da Minha Aparição à Minha Filhinha Catherine, este tempo que se estende até os vossos dias, está para acabar e em breve Eu esmagarei a sua cabeça e livrarei o mundo inteiro do jugo satânico do seu maléfico poder. Por hora a serpente ainda se debate revolvendo a sua calda furiosamente contra vós, golpeando-vos todos os dias com ataques, insídias, tentações impuras e criminosas, seduções e muitas vezes também com perseguições movidas contra vós através dos maus, dos ímpios, dos sequazes dela. Mas não temais Meus filhos! Eu estou convosco e em breve o Meu Pé esmagará terminantemente, definitivamente a cabeça da serpente infernal e raiará para vós o novo dia da graça, da paz e da salvação.
Aqui onde Eu também apareci esmagando a cabeça da serpente infernal na Medalha que dei e que revelei ao Meu filhinho Marcos, confirmo-vos tudo isso que vos disse: Em breve o Meu Coração Imaculado triunfará e o mundo finalmente terá paz.
Na Rue-du-Bac Eu revelei para vós a primeira Medalha profética do Meu Coração Imaculado e Aqui vos revelei a última e nas duas esmago a cabeça da serpente infernal para mostrar-vos que Eu só serei a vencedora de todas forças do mal e que por fim aqueles que Me seguiram, que obedeceram as Minhas Mensagens e que se consagraram ao Meu Coração Imaculado vivendo segundo o Meu Espírito, ou seja, segundo a Minha Vontade e não segundo a vontade própria deles, estes Meus filhos verdadeiramente obedientes e dóceis triunfarão Comigo e entrarão Comigo no novo Céu e na nova Terra que já se aproximam velozmente de todos vós.
Amai mais a Minha Medalha Milagrosa que dei à Minha filhinha Catherine Labouré para todos vós, porque nesta Medalha vos darei consolo, alívio, conforto, paz e sempre proteção.
Amai-A, propagai-a e divulgai-A para o mundo inteiro, especialmente para os Meus filhos que não a conhecem, pois por não conhecerem a Minha Medalha, sofrem em vão, sem consolo e demais.
Com a Minha Medalha Milagrosa terão os Meus filhos alento, fé e esperança no meio das tribulações desta vida e muitas vezes de muitos sofrimentos Eu inclusive os livrarei para que conheçam o Meu poder, para que vejam que estou ao lado Deles e para que sentindo o Meu amor no fundo dos corações Me correspondam, obedeçam as Minhas Mensagens e se transformem em Apóstolos do Meu Coração levando as Minhas Mensagens para o mundo inteiro.
Amai mais a Medalha Milagrosa que dei à Minha filhinha Catherine Labouré para vós, para o mundo inteiro, porque nesta Medalha profética do Meu Coração Imaculado estão os sinais da Minha vitória iminente, para que assim os Meus filhos todos tenham esperança, confiança e fé em Mim e para que todos os dias os Meus filhos olhando para Mim, a Virgem Imaculada, a sem pecado concebida, a Mulher vestida de Sol, terrível como exército em ordem de batalha cada vez mais se conscientizem do seu dever de serem santos como Eu, imaculados como Eu e também se tornem Meus soldados marchando comigo todos os dias: na oração, na penitência, na divulgação das Minhas Mensagens para que o mundo todo se converta e tenha paz.
A todos vós Meus filhos, que Eu tanto amo e aos quais tanto amor demonstrei na Minha Aparição em Paris à Minha filhinha Catherine Labouré e aos quais tanto amor demonstrei também Aqui neste Lugar Sagrado das Minhas Aparições em Jacareí que Eu tanto amo e onde vou terminar os planos que comecei na Minha Aparição na Capela da Rue-Du-Bac.
A todos vós, neste momento abençoo com amor, de PARIS, de LOURDES, de COTIGNAC e de JACAREÍ.
A Paz a todos vós Meus filhos! A paz a ti Marcos, apóstolo da Minha medalha Milagrosa que como a Minha filhinha Catherine Labouré tanto a divulgou, a propagou e a fez amada de todos os Meus filhos, segundo os meus desejos, sobre ti agora desce uma abundante chuva de bênçãos celestiais do Meu Coração.



MENSAGEM DE SÃO TIRSO

        “-Marcos, Eu, TIRSO, servo de Deus, servo da Virgem Imaculada, alegro-Me por poder vir transmitir-vos a Minha primeira Mensagem hoje.
Amai a Senhora Imaculada com todo o vosso coração dando a Ela o vosso sim e deixando-vos abrasar o amor Dela em vossos corações. Quando a alma achega-se à Virgem Imaculada, abre-lhe o seu coração, ao menos uma fresta, entram dentro de seus corações os raios de luz que Ela mostrou à Santa Catarina na Sua Aparição em Paris e assim a alma fica repleta da luz do Senhor, repleta da Virgem Imaculada, experimenta dentro dela a suave doçura do amor da Mãe de Deus. E então, as coisas do mundo que antes lhe pareciam tão agradáveis, tão cobiçáveis, que lhe pareciam tão atraentes passam a ter não somente um gosto amargo, mas mesmo um sabor venenoso que faz com que a alma as deplore, as rejeite e busque tudo aquilo que é celestial, que antes não procurava, não buscava porque não estimava.
A luz da Mãe de Deus quando entra numa alma faz com que ela veja como estimáveis todas as coisas de Deus. Aquilo que antes lhe parecia impossível querer, desejar ou gostar torna-se agora como que um maná do Céu, suave, doce que enche a alma de suave agrado e enlevo espiritual, faz a alma transbordar de alegria, felicidade e contentamento, desperta na alma a fome e a sede de Deus e faz com que ela busque conhecer a Deus, busque conhecer a Virgem Santíssima cada vez mais e com mais sede. Por este sinal reconhecereis a alma que verdadeiramente ama o Senhor e a Sua Mãe, se ela tem cada vez mais sede de conhecer a Deus, de conhecer a Virgem Santíssima, de procurar compreender Sua vontade, Sua santidade para assim melhor servi-Los e agradá-Los.
O verdadeiro santo é aquele que tem uma sede implacável de Deus e da Virgem Santa e quanto mais ele lê sobre os Santos, sobre Deus na Sua misericórdia e bondade, quanto mais ele conhece a vida da Virgem Santíssima, Suas Virtudes, conhece Seu Amor, Suas Manifestações e Suas Mensagens, mais a alma deseja conhecer, mais a alma deseja saborear e provar.
O verdadeiro santo se conhece por aquele que também renuncia a sua vontade e faz a vontade do Senhor e da Mãe de Deus ainda que lhe custe esforço e sacrifício.
O verdadeiro santo se conhece por aquele que não tem preguiça espiritual, que não tem relaxamento, que também não tem o coração bruto e endurecido para as coisas do alto e tão pronto, tão alegre e tão serelepe para as coisas da terra.
O verdadeiro santo é aquele que vive mais como um anjo do que como homem. E mesmo nas obrigações diárias de cada dia que tem que cumprir e das quais Deus lhe pedirá conta até o último detalhe, esta alma que é santa, cumpre a vontade do Senhor, espalha o amor do Senhor, esparge sobre as almas ao seu redor a luz da qual está cheia, o amor do qual está repleta, a água da graça do Espírito Santo da qual está inundada.
O verdadeiro santo se conhece por estar cada vez mais com o seu pensamento, sua vontade e sua ação voltadas para agradar ao Senhor e não para agradar aos homens ou a si mesmo. Por isso, Eu venho chamar-vos a amar cada vez mais a Senhora Imaculada, a Virgem terrível como um exército em ordem de batalha, que vos deu a Medalha Milagrosa, que vos deu a Medalha da Paz, que vos deu todas as Medalhas e Escapulários que Aqui vós tendes e conheceis, que vos deu as Suas Mensagens em todos os cantos da Terra chamando-vos à conversão, a amá-la com todo o vosso coração. Para que assim, das vossas almas e dos vossos corações se irradiem a mística luz da Mãe de Deus como se irradiou da pessoa e da vida toda de Santa Catherine Labouré, para que assim, vós também sejais um sinal perene do amor, da presença, da bondade e do poder da Virgem Santíssima para o mundo inteiro.
Eu, TIRSO estou convosco em todos os momentos, em todas as vossas dificuldades, acompanho-vos, protejo-vos e rezo sempre mais por vós.
A todos, neste momento, abençoo generosamente e especialmente a ti Marcos, que não conhecias a Minha existência, mas a quem Eu protejo e guardo já há muito tempo e que sei que agora te tornarás verdadeiro amigo Meu e verdadeiro propagador  da devoção a Mim que tantas almas levarão ao Céu e tanto bem farão à terra inteira! A todos neste momento abençoo generosamente.”


FILME EXIBIDO NESTE CENÁCULO:



 VOZES DO CÉU 6

RELATA AS APARIÇÕES DE NOSSA SENHORA À SANTA CATARINA LABOURÉ EM PARIS (FRANÇA) 1830

 http://gloria.tv/?media=133135

TEL DO SANTUÁRIO: (0XX12 - 9701-2427)

01.12.2012 - SÁBADO – 14HS - ORAÇÃO DAS MIL AVE-MARIAS.

02.12.2012 - DOMINGO – 9HS -  CENÁCULO  

08.12.2012 - SÁBADO – 11HS - CENÁCULO ESPECIAL DA HORA DA GRAÇA UNIVERSAL.


ATENÇÃO:



08.12.2012 - 11HS - SÁBADO - CENÁCULO ESPECIA DA HORA DA GRAÇA UNIVERSAL - OS PEREGRINOS PODERÃO LEVAR FLORES PARA HOMENAGEAR A NOSSA MÃE CELESTE E TAMBÉM O TRATADO DA VERDADEIRA DEVOÇÃO À MARIA SANTÍSSIMA (SÃO LUIS MARIA GRIGNION DE MONTFORT) PARA RENOVAR A CONSAGRAÇÃO.



TEL: (0XX12) 9701-2427




CANAIS DE DIVULGAÇÃO:



IRMÃOS, ACOMPANHEM OS VÍDEOS NOS CANAIS DE DIVULGAÇÃO DO YOUTUBE:


Youtube Avisos do Céu


Desde o dia 7 de fevereiro de 1991, há 21 anos, Nosso Senhor Jesus Cristo, Maria Santíssima, São José, o Divino Espírito Santo, os Anjos e os Santos, vem aparecendo diariamente em Jacareí, São Paulo, Brasil, às 18:30hs (hora de Brasília). Ela se apresenta como Rainha e Mensageira da Paz e faz um último apelo à conversão, através de um jovem: Marcos Tadeu, que no início das Aparições tinha 13 anos apenas. São as mais intensas Aparições da história de nosso país, e Maria Santíssima diz que são as últimas Aparições para a Humanidade. A Mãe de Deus pediu que fosse feita todos os dias, às oito horas da noite, a Santa Hora da Paz a fim de que as famílias se convertam e o mundo tenha Paz. Ela prometeu a Sua proteção às famílias que a fizerem todos os dias. Nossa Senhora diz que as Aparições de Jacareí e a de Medjugorje (ex-Iugoslavia) são a continuação e a CONCLUSÃO de Fátima.




AddThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...