Dec 31, 2012

MEDJUGORJE - MENSAGENS DEZEMBRO 2012


MEDJUGORJE - MENSAGENS DEZEMBRO 2012

Mensagem extraordinária de Nossa Senhora em 28/12/2012 para o vidente Ivan:

“Queridos filhos, também hoje Eu desejo convidá-los para a alegria, os chamo novamente para a alegria. Ao mesmo tempo, os con
vido à responsabilidade. Queridos filhos, acolham responsavelmente as Minhas mensagens e vivam as Minhas mensagens porque, vivendo as Minhas mensagens desejo conduzi-los ao Meu Filho. Em todos estes anos nos quais estou junto de vocês, o Meu dedo está apontado em direção ao Meu Filho, em direção a Jesus, porque desejo conduzi-los todos até Ele. Por isto, também nos próximos dias, que a sua pergunta seja - Eu coloco a vocês esta pergunta: “Que coisa eu posso fazer para que o meu coração esteja mais próximo de Jesus ?” Que esta pergunta os guie. Digam a vocês mesmos: “Que coisa devo deixar para trás? Que coisa devo recusar (rejeitar), para que o meu coração seja mais próximo ao de Jesus ?” Rezem, queridos filhos ! Eu rezarei por todos vocês, a fim de que a resposta nos seus corações seja: “Sim, desejo estar mais próximo a Jesus!” Obrigada, queridos filhos, porque também hoje responderam ao Meu chamado e Me disseram sim”.

Mensagem de Jesus Cristo para a vidente Marija Pavlovic-Lunetti em 25 de dezembro de 2012

Nossa Senhora veio com o Pequeno Jesus em Seus Braços e Ela não deu uma mensagem, mas o Pequeno Jesus começou a falar e disse: “EU sou a vossa paz, vivam os Meus Mandamentos”. Com um sinal da cruz, Nossa Senhora e o Pequeno Jesus nos abençoou a todos.

Mensagem de Nossa Senhora para a vidente Mirjana em 2 de dezembro de 2012

“Queridos filhos; Com amor maternal e paciência maternal novamente Eu chamo vocês a viverem de acordo com o Meu Filho – a espalharem a Sua paz e o Seu amor – de modo que, como Meus apóstolos vocês possam aceitar a verdade de Deus com todo o seu coração e rezarem para o Santo Espírito guiar vocês. Então vocês serão capazes de servir fielmente o Meu Filho e mostrar o Seu amor aos outros com a Sua vida. De acordo com o amor de Meu Filho e do Meu amor, como uma Mãe, Eu me esforço em trazer todos os Meus filhos dispersos para dentro do Meu abraço maternal e mostrar-lhes o caminho da fé. Meus filhos, Ajudem-Me na Minha batalha maternal e rezem Comigo para que os pecadores possam se tornar conscientes dos seus pecados e arrependam-se sinceramente. Rezem também por aqueles que o Meu Filho escolheu e consagrou em Seu Nome. Obrigada.”


FILMES INÉDITOS: APARIÇÕES DE MEDJUGORJE (31 ANOS DE APARIÇÕES 25 DE JUNHO DE 2012) - DIVULGUEMOS IRMÃOS!!! A PAZ!

VOZES DO CÉU 11


VOZES DO CÉU 12


VOZES DO CÉU 13


VOZES DO CÉU 14



VOZES DO CÉU 15


SITE E BLOGS OFICIAIS DO SANTUÁRIO:

www.aparicoesdejacarei.com.br
Tel 9 9701-2427

JACAREI, 30 DE DICIEMBRE DEL 2012.- MENSAJE DE NUESTRA SEÑORA.- COMUNICADO AL VIDENTE MARCOS TADEO TEIXEIRA - CAPILLA DEL SANTUARIO DE NUESTRA SEÑORA REINA Y MENSAJERA DE LA PAZ.



JACAREI, 30 DE DICIEMBRE DEL 2012.
CAPILLA DEL SANTUARIO DE NUESTRA SEÑORA REINA Y MENSAJERA DE LA PAZ.
COMUNICADO AL VIDENTE MARCOS TADEO TEIXEIRA
SAN PABLO, BRASIL.
MENSAJE DE NUESTRA SEÑORA.

“MIS QUERIDOS HIJOS, HOY CUANDO ESTAIS AQUÍ, HACIENDO EL ULTIMO CENACULO DE ESTE AÑO 2012, Y AGRADECIENDO CONMIGO AL SEÑOR POR TODAS LAS GRACIAS Y BENEFICIOS QUE A LO LARGO DE ESTE AÑO, ÉL OS DIO, OS LLAMO NUEVAMENTE A AGRADECER AL SEÑOR POR LA MAYOR GRACIA QUE ÉL OS DIO AQUÍ, QUE ES MI PRESENCIA EXTRAORDINARIA,DIARIA , CONTINUA, Y ESPECIALISIMA DE MIS APARICIONES, ATRAVES DE LAS CUALES OS CONDUJE A LO LARGO DE LOS AÑOS Y DE ESTE AÑO, TAMBIEN POR LA VIA DE LA CONVERSION, DEL RETORNO AL SEÑOR, DE LA PURIFICACION DE VUESTRAS ALMAS, DE VUESTRO PERFECCIONAMIENTO, Y SANTIFICACION PERSONAL. PARA QUE ASI VERDADERAMENTE DE VUESTROS CORAZONES Y DE TODAS VUESTRAS ALMAS, SUBA Y LLEGUE HASTA DIOS, EL MAS PERFECTO HIMNO DE GRATITUD Y DE ALABANZA QUE EL DESEA DE VOSOTROS, QUE SUBA PARA EL TAMBIEN, VUESTRO DESEO SINCERO DE CAMBIAR DE VIDA EN ESTE NUEVO AÑO QUE COMIENZA, QUE VUESTRA CONVERSION MIS HIJOS, NO SE DEMORE MAS, QUE CADA UNO COMIENCE POR PURIFICAR SU PROPIA ALMA, COMBATIENDO EN ELLAS SUS DEFECTOS, SUS VICIOS, MALAS INCLINACIONES, MALOS HABITOS. PARA QUE ASI, VOSOTROS, DIA TRAS DIA, PODAIS SIEMPRE MAS, MEJORAR COMO PERSONAS, COMO CRISTIANOS, COMO HIJOS MIOS, HASTA TORNAROOS COMPLETAMENTE SEMEJANTES A MI, A MI HIJO JESUS, A SAN JOSE, A LOS ANGELES Y A LOS SANTOS DEL CIELO.
DESEO QUE VERDADERAMENTE EN VUESTRAS ALMAS,HAYA UN GRAN AMOR, UNA GRAN PUREZA, UNA GRAN PERFECCION, POR ESO CONTINUO, DIA TRAS DIA, APARECIENDO AQUÍ, PARA CONDUCIROOS POR LA VIA DE LA PERFECCION. EN CUANTO LA HUMANIDAD SE ENTREGA SIEMPRE AL FINAL DEL AÑO A LA DISIPACION, A LAS DIVERSIONES Y A LAS COSAS VANAS, VOSOTROS DEBEIS ENTREGAROOS COMPLETAMENTE AL SEÑOR Y A MI, PARA QUE YO REALIZE EN VUESTRAS ALMAS, LA TRANSFORMACION DESEADA POR DIOS Y POR MI, QUE OS LANCE VERDADERAMENTE EN EL CAMINO DE LA SANTIFICACION Y EN EL PODAIS AVANZAR SIEMPRE MAS, CON PASO FIRME EN LA DIRECCION DEL CUMPLIMIENTO DE LA VOLUNTAD DEL ALTISIMO.
DURANTE ESTE AÑO, ESTUVE CON VOSOTROS, EN TODAS VUESTRAS PRUEBAS, TRIBULACIONES, DIFICULTADES Y SUFRIMIENTOS, ESTUVE A VUESTRO LADO EN TODOS LOS MOMENTOS QUE PARECIA TODO PERDIDO, Y QUE PARECIA QUE NINGUNA ESPERANZA RESTARIA PARA VOSOTROS. ESTUVE A VUESTRO LADO PARA SER UNA SEÑAL DE ESPERANZA, UNA SEÑAL DE AMOR, UNA SEÑAL DE QUE AL FINAL EL SEÑOR TRIUNFARA Y QUE ESTE MUNDO QUE YA PARECE, AHORA, COMPLETAMENTE DOMINADO POR LAS TINIEBLAS DE SATANAS Y COMPLETAMENTE PERDIDO, ESTE MUNDO SERA FINALMENTE PURIFICADO, SERA COMPLETAMENTE LIBERADO DEL YUGO DE SATANAS, Y LAS ALMAS QUE AHORA ESTAN EN TINIEBLAS, VERAN MI GRAN LUZ, Y AL VER ESTA MI GRAN LUZ, CONOCERAN LA VERDAD Y TENDRAN, EN FIN, LA OPORTUNIDAD DE ESCOGER LA VERDAD.
POR ESO NO OS DESANIMEIS, HIJOS MIOS, REZAD, REZAD, REZAD, POR QUE AL FINAL MI CORAZON INMACULADO TRIUNFARA. MI CORAZON INMACULADO TRIUNFARA EN VOSOTROS, EN VUESTRA VIDA, TANTO, EN CUANTO VOSOTROS HOY, ME RESPONDAIS SI, Y ME ABRAIS, LAS PUERTAS DE VUESTROS CORAZONES, CON LARGUEZA.
A TODOS VOSOTROS EN ESTE MOMENTO BENDIGO GENEROSAMENTE, Y OS DIGO: OS AMO, OS AMO, OS AMO. CONTINUARE APARECIENDO AQUÍ, EN EL AÑO PROXIMO PARA VOSOTROS, POR VOSOTROS, MIS HIJOS QUE TANTO AMO, PARA CONDUCIROOS SEGURAMENTE, POR EL CAMINO DE LA SALVACION HASTA EL CIELO.
A TODOS EN ESTE MOMENTO BENDIGO Y ESPECIALMENTE A TI MARCOS, EL MAS DEDICADO Y ESFORZADO DE MIS HIJOS, DE LOURDES, DE MI SANTUARIO DE GUADALUPE, DE MONTICHIARI, Y DE JACAREI.
LA PAZ MIS HIJOS AMADOS, QUEDAD EN LA PAZ DEL SEÑOR.
FIN DEL MENSAJE.

Sermão de São João Maria Vianney sobre a belíssima Virtude da Pureza




Sermão de São João Maria Vianney sobre a belíssima Virtude da Pureza
“Bem-aventurados os puros de coração, porque eles verão a Deus”. (Mt.5,8)


Nós lemos no Evangelho, que Jesus Cristo, querendo ensinar ao povo que vinha em massa, aprender dEle o que era preciso fazer para ter a vida eterna, senta-se e, abrindo a boca, lhes diz: “Bem-aventurados os puros de coração, porque eles verão a Deus.” Se nós tivéssemos um grande desejo de ver a Deus, meus irmãos, só estas palavras não seriam acaso suficientes para nos fazer compreender quanto a pureza nos torna agradáveis a Ele, e quanto ele nos é necessária? Pois, segundo Jesus Cristo, sem ela, nós não o veremos jamais! “Bem-aventurados, nos diz Jesus Cristo, os puros de coração, porque eles verão o bom Deus”. Pode-se acaso esperar maior recompensa que a que Jesus Cristo liga a esta bela e amável virtude, a saber, a posse das Três Pessoas da Santíssima Trindade, por toda a eternidade? ... S. Paulo, que conhecia bem o preço desta virtude, escrevendo aos Coríntios, lhes diz: “Glorificai a Deus, pois vós o levais em vossos corpos; e sede fiéis em conservá-los em grande pureza. Lembrai-vos bem, meus filhos, de que vossos membros são membros de Jesus Cristo, e que vossos corações são templos do Espírito Santo. Tomai cuidado de não os manchar pelo pecado, que é o adultério, a fornicação, e tudo aquilo que pode desonrar vossos corpo e vosso coração aos olhos de Deus, que a pureza mesma”. (I Cor, 6, 15-20) Oh! Meus irmãos, como esta virtude é bela e preciosa, não somente aos olhos dos homens e dos anjos, mas aos olhos do próprio Deus. Ele faz tanto caso dela que não cessa de a louvar naqueles que são tão felizes de a conservar. Também, esta virtude inestimável constitui o mais belo adorno da Igreja, e, por conseguinte, deveria ser a mais querida dos cristãos. Nós, meus irmãos, que no Santo Batismo fomos rociados com o Sangue adorável de Jesus Cristo, a pureza mesma; neste Sangue adorável que gerou tantas virgens de um e outro sexo; nós, a quem Jesus Cristo fez participantes de sua pureza, tornando-nos seus membros, seu templo... Mas, ai! Meus irmãos, neste infeliz século de corrupção em que vivemos, não se conhece mais esta virtude, esta celeste virtude que nos torna semelhantes aos anjos!... Sim, meus irmãos, a pureza é uma virtude que nos é necessária a todos, pois que, sem ela, ninguém verá o Bom Deus. Eu queria fazer-vos conceber desta virtude uma idéia digna de Deus, e vos mostrar, 1o quanto ela nos torna agradáveis a Seus olhos, dando um novo grau de santidade a todas as nossas ações, e 2o o que nós devemos fazer para conservá-la.



I – Quanto a pureza nos torna agradáveis a Deus.


Seria preciso, meus irmãos, para vos fazer compreender bem a estima que devemos ter desta incomparável virtude, para vos fazer a descrição de sua beleza, e vos fazer apreciar bem seu valor junto de Deus, seria preciso, não um homem mortal, mas um anjo do céu. Ouvindo-o, vós diríeis com admiração: Como todos os homens não estão dispostos a sacrificar tudo antes que perder uma virtude que nos une de uma maneira íntima com Deus? Procuremos, contudo, conceber dela alguma coisa, considerando que dita virtude vem do céu, que ela faz descer Jesus Cristo sobre a terra, e que eleva o homem até o céu, pela semelhança que ela dá com os anjos, e com o próprio Jesus Cristo. Dizei-me, meus irmãos, de acordo com isto, acaso não merece ela o título de preciosa virtude? Não é ela digna de toda nossa estima e de todos os sacrifícios necessários para conservá-la? Nos dizemos que a pureza vem do céu, porque só havia o próprio Jesus Cristo que fosse capaz de no-la ensinar e nos fazer sentir todo o seu valor. Ele nos deixou o exemplo prodigioso da estima que teve desta virtude. Tendo resolvido na grandeza de sua misericórdia, resgatar o mundo, Ele tomou um corpo mortal como o nosso; mas Ele quis escolher uma Virgem por Mãe. Quem foi esta incomparável criatura, meus irmãos? Foi Maria, a mais pura entre todas e por uma graça que não foi concedida a ninguém mais, foi isenta do pecado original. Ela consagrou sua virgindade ao Bom Deus desde a idade de três anos, e oferecendo-lhe seu corpo, sua alma, ela lhe fez o sacrifício mais santo, o mais puro e o mais agradável que Deus jamais recebeu de uma criatura sobre a terra. Ela manteve este sacrifício por uma fidelidade inviolável em guardar sua pureza e em evitar tudo aquilo que pudesse mesmo de leve empanar seu brilho. Nós vemos que a Virgem Santa fazia tanto caso desta virtude, que Ela não queria consentir em ser Mãe de Deus antes que o anjo lhe tivesse assegurado que Ela não a perderia. Mas, tendo lhe dito o anjo que, tornando-se Mãe de Deus, bem longe de perder ou empanar sua pureza de que Ela fazia tanta estima, Ela seria ainda mais pura e mais agradável a Deus, consentiu então de bom grado, a fim de dar um novo brilho a esta pureza virginal. Nós vemos ainda que Jesus Cristo escolhe um pai nutrício que era pobre, é verdade; mas ele quis que sua pureza estivesse por sobre a de todas as outras criaturas, exceto a Virgem Santa. Dentre seus discípulos, Ele distingue um, a quem Ele testemunhou uma amizade e uma confiança singulares, a quem Ele fez participante de seus maiores segredos, mas Ele toma o mais puro de todos, e que estava consagrado a Deus desde sua juventude.

Santo Ambrósio nos diz que a pureza nos eleva até o céu e nos faz deixar a terra, enquanto é possível a uma criatura deixá-la. Ela nos eleva por sobre a criatura corrompida e, por seus sentimentos e seus desejos, ela nos faz viver da mesma vida dos anjos. Segundo São João Crisóstomo, a castidade duma alma é de um preço aos olhos de Deus maior que a dos anjos, pois que os cristãos só podem adquirir esta virtude pelos combates, enquanto que os anjos a têm por natureza. Os anjos não têm nada a combater para conservá-la, enquanto que um cristão é obrigado a fazer uma guerra contínua a si mesmo. S. Cipriano acrescenta que, não somente a castidade nos torna semelhantes aos anjos, mas nos dá ainda um caráter de semelhança com o próprio Jesus Cristo. Sim, nos diz este grande santo, uma alma casta é uma imagem viva de Deus sobre a terra.

Quanto mais uma alma se desapega de si mesma pela resistência às suas paixões, mais ela se une a Deus; e, por um feliz retorno, mais o bom Deus se une a ela; ele a olha, Ele a considera com sua esposa, como sua bem-amada; faz dela o objeto de suas mais caras complacências, e fixa nela sua morada para sempre. “Bem-aventurados, nos diz o Salvador, os puros de coração, porque eles verão ao bom Deus”. Segundo S. Basílio, se encontramos a castidade numa alma, encontramos aí todas as outras virtudes cristãs, ela as praticará com uma grande facilidade, “porque” - nos diz ele – “para ser casto é preciso se impor muitos sacrifícios e fazer-se uma grande violência. Mas uma vez que alcançou tais vitórias sobre o demônio, a carne e o sangue, todo o resto lhe custa muito pouco, pois uma alma que subjuga com autoridade a este corpo sensual, vence facilmente todos os obstáculos que encontra no caminho da virtude”. Vemos também, meus irmãos, que os cristãos castos são os mais perfeitos. Nós os vemos reservados em suas palavras, modestos em todos os seus passos, sóbrios em suas refeições, respeitosos no lugar santo e edificantes em toda sua conduta. Sto. Agostinho compara aqueles que têm a grande alegria de conservar seu coração puro, aos lírios que se elevam diretamente ao céu e que difundem em seu redor um odor muito agradável; só a vista deles nos faz pensar naquela preciosa virtude. Assim a Virgem Santa inspirava a pureza a todos aqueles que a olhavam... Bem-aventurada virtude, meus irmãos, que nos põe entre os anjos, que parece mesmo elevar-nos por sobre eles!

II - O amor que os Santos tinham por esta virtude

Todos os Santos fizeram o maior caso dela e preferiram perde seus bens, sua reputação e sua própria vida a descorar esta virtude.

Nós temos um belo exemplo disto na pessoa de Santa Inês. Sua formosura e suas riquezas fizeram com que, à idade de doze anos, ela fosse procurada pelo filho do prefeito da cidade de Roma. Ela lhe fez saber que estava consagrada ao bom Deus. Ela foi presa sob o pretexto de que era cristã, mas em realidade para que consentisse nos desejos do rapaz ... Ela estava de tal modo unida a Deus que nem as promessas, nem as ameaças, nem a vista dos carrascos e dos instrumentos expostos diante de si para amedrontá-la, não a fizeram mudar de sentimentos. Não tendo conseguido nada dela, seus perseguidores a carregaram de cadeias, e quiseram colocar uma argola e anéis em seu pescoço e em sua mãos; eles não puderam fazê-lo, tão débeis eram suas pequenas mãos inocentes. Ela permaneceu firme em sua resolução, no meios destes lobos enraivecidos, ela ofereceu seu corpinho aos tormentos com uma coragem que espantou aos carrascos. Arrastam-na aos pés dos ídolos; mas ela confessa bem alto que só reconhece por Deus a Jesus Cristo, e que os ídolos deles não são mais que demônios. O juiz, cruel e bárbaro, vendo que não consegue nada, crê que ela será mais sensível diante da perda daquela pureza que ela estimava tanto. Ele ameaça expô-la num lugar infame; mas ela responde com firmeza; “Vós podeis fazer-me morrer, mas não podereis jamais fazer-me perder este tesouro: o próprio Jesus Cristo é zeloso deste tesouro.” O juiz, morrendo de raiva, manda conduzi-la ao lugar das torpezas infernais. Mas Jesus Cristo, que velava por ela duma maneira particular, inspira um tão grande respeito aos guardas, que eles só a olhavam com uma espécie de pavor, e manda a Seus anjos que a protejam. Os jovens que entram naquele quarto, inflamados de um fogo impuro, vendo um anjo ao lado dela, mais belo que o sol, saem dali abrasados do amor divino. Mas o filho do prefeito, mais perverso e mais corrompido que os outros, penetra no quarto onde estava santa Inês. Sem ter consideração por todas aquelas maravilhas, ele se aproxima dela na esperança de contentar seus desejos impuros; mas o anjo que guarda a jovem mártir fere o libertino que cai morto a seus pés. Rapidamente se espalha em Roma o boato de que o filho do prefeito tinha sido morto por Inês. O pai, enfurecido, vem encontrar a santa e se entrega a tudo o que seu desespero lhe pode inspirar. Ele a chama de fúria do inferno, monstro nascido para a desolação de sua vida, pois tinha feito morrer seu filho. Santa Inês lhe responde tranqüilamente: “É que ele quis fazer-me violência, então o meu anjo lhe deu a morte.” O prefeito, um pouco acalmado, lhe diz: pois bem, pede a teu Deus para ressuscitá-lo, para que não se diga que foste tu que o mataste.” – Sem dúvida, diz-lhe a Santa, vós não mereceis esta graça; mas para que saibais que os cristãos nunca se vingam, mas, pelo contrário, eles pagam o mal com o bem, saí daqui, e eu vou pedir ao bom Deus por ele.” Então Inês se põe de joelhos, prostrada com a face em terra. Enquanto ela ela reza, seu anjo lhe aparece e lhe diz: “Tenha coragem”. No mesmo instante o corpo inanimado retoma a vida. O jovem ressuscitado pelas orações da Santa, se retira da casa, corre pelas ruas de Roma gritando: “Não, não, meus amigos, não há outro Deus que o dos cristãos, todos os deuses que nós adoramos não são mais que demônios que nos enganam e nos arrastam ao inferno.” Entretanto, apesar de um tão grande milagre, não deixaram de a condenar. Então o tenente do prefeito manda que se acenda um grande fogo, e faz lançá-la nele. Mas as chamas entreabrindo-se, não lhe fazem nenhum mal e queimam os idólatras que acudiram para serem espectadores de seus combates. O tenente, vendo que o fogo a respeitava e não lhe fazia nenhum mal, ordena que a firam com um golpe de espada na garganta, afim de lhe tirar a vida; mas o carrasco treme como se ele mesmo estivesse condenado à morte... Como os pais de Santa Inês chorassem a morte de sua filha, ela lhes aparece dizendo-lhes: “Não choreis minha morte, pelo contrário, alegrai-vos de eu Ter adquirido uma tão grande glória no céu.”

Estais vendo, meus irmãos, o que esta Santa sofreu antes que perder sua virgindade. Formai agora idéia da estima em que deveis ter a pureza, e como o bom Deus se compraz em fazer milagres para se mostrar-se seu protetor e guardião. Como este exemplo confundirá um dia estes jovens que fazem tão pouco caso desta bela virtude! Eles jamais conheceram seu preço. O Espírito Santo tem, portanto, razão de exclamar: “Ó, como é bela esta geração casta; sua memória é eterna, e sua glória brilha diante dos homens e dos anjos!” É certo, meus irmãos, que cada um ama seus semelhantes; também os anjos, que são espíritos puros, amam e protegem duma maneira particular as almas que imitam sua pureza. Nós lemos na Sagrada Escritura que o anjo Rafael, que acompanhou o jovem Tobias, prestou-lhe mil serviços. Preservou-o de ser devorado por um peixe, de ser estrangulado pelo demônio. Se este jovem não tivesse sido casto, é certíssimo que o anjo não o teria acompanhado, nem lhe teria prestado tantos serviços. Com que gozo não se alegra o anjo da guarda que conduz uma alma pura!

Não há outra virtude para conservação da qual Deus faça milagres tão numerosos como os que ele prodiga em favor duma pessoa que conhece o preço da pureza e que se esforça por salvaguardá-la. Vede o que Ele fez por Santa Cecília. Nascida em Roma de pais muito ricos, ela era muito instruída na religião cristã, e seguindo a inspiração de Deus, ela lhe consagrou sua virgindade. Seus pais, que não o sabiam, prometeram-na em casamento a Valeriano, filho de um senador da Cidade. Era, segundo o mundo, um partido bem considerado. Ela pediu a seus pais o tempo de pensá-lo. Ela passou este tempo no jejum, na oração e nas lágrimas, para obter de Deus a graça de não perder a flor daquela virtude que ela estimava mais que sua vida. O bom Deus lhe respondeu que não temesse nada e que obedecesse a seus pais; pois, não somente não perderia esta virtude, mas ainda obteria... Consentiu, pois, no matrimônio. No dia das núpcias, quando Valeriano se apresentou, ela lhe disse: “Meu caro Valeriano, eu tenho um segredo a lhe comunicar.” Ele lhe respondeu: “Qual é este segredo? ” – Eu consagrei minha virgindade a Deus e jamais homem algum me tocará, pois eu tenho um anjo que vela por minha pureza; se você atenta contra isto, você será ferido de morte”. Valeriano ficou muito surpreso com esta linguagem, porque sendo pagão, não compreendia nada de tudo isto. Ele respondeu: “Mostre-me este anjo que a guarda.” A Santa replicou: “Você não pode vê-lo porque você é pagão. Vá ter com o Papa Urbano, e peça-lhe o batismo, você em seguida verá o meu anjo”. Imediatamente ele parte. Depois de Ter sido batizado pelo Papa, ele volta a encontrar sua esposa. Entrando no seu quarto, vê o anjo velando com Santa Cecília. Ele o acha tão bonito, tão brilhante de glória, que fica encantado e tocado por sua formosura. Não somente permite à sua esposa permanecer consagrada a Deus, mas ele mesmo faz voto de virgindade ... Em breve eles tiveram a alegria de morrerem mártires. Estais vendo como o bom Deus toma cuidado duma pessoa que ama esta incomparável virtude e trabalha por conservá-la?

Nós lemos na vida de Santo Edmundo que, estudando em Paris, ele se encontrou com algumas pessoas que diziam tolices; ele as deixou imediatamente. Esta ação foi tão agradável a Deus, que Ele lhe apareceu sob a forma de um belo menino e o saudou com um ar muito gracioso, dizendo-lhe que com satisfação o tinha visto deixar seus companheiros que mantinham conversas licenciosas; e, para recompensá-lo, prometia que estaria sempre com ele. Além disto, Sto. Edmundo teve a grande alegria de conservar sua inocência até a morte. Quando Santa Luzia foi ao túmulo de Santa Águeda para pedir ao Bom Deus, por sua intercessão, a cura de sua mãe, Santa Águeda lhe apareceu e lhe disse que ela podia obter, por si mesma, o que ela pedia, pois que, por sua pureza, ela tinha preparado em seu coração uma habitação muito agradável ao seu Criador. Isto nos mostra que o bom Deus não pode recusar nada a quem tem a alegria de conservar puros seu corpo e sua alma...

Escutai a narração do que aconteceu a Santa Pontamiena que viveu no tempo da perseguição de Maximiano. Esta jovem era escrava dum dissoluto e libertino, que não cessava de a solicitar para o mal. Ela preferiu sofrer todas as sortes de crueldades e de suplícios a consentir nas solicitações de seu senhor infame. Este, vendo que não podia conseguir nada, em seu furor, entregou-a como cristã nas mãos do governador, a quem prometeu uma grande recompensa se a pudesse conquistar. O juiz mandou que a conduzissem ante seu tribunal, e vendo que todas as ameaças não a faziam mudar de sentimentos, fez a Santa sofrer tudo o que a raiva pôde lhe inspirar. Mas o bom Deus concedeu à jovem mártir tanta força que ela parecia ser insensível a todos os tormentos. Aquele juiz iníquo, não podendo vencer sua resistência, faz colocar sobre um fogo bem ardente uma caldeira cheia de pez, e lhe diz: “Veja o que lhe preparam se você não obedece a seu senhor.” A santa jovem responde sem se perturbar: “Eu prefiro sofrer tudo o que vosso furor puder vos inspirar a obedecer aos infames desejos de meu senhor; aliás, eu jamais teria acreditado que um juiz fosse tão injusto de me fazer obedecer aos planos de um senhor dissoluto.” O tirano, irritado por esta resposta, mandou que a lançassem na caldeira. “Ao menos mandai, diz-lhe ela, que eu seja lançada vestida. Vós vereis a força que o Deus que nós adoramos dá aos que sofrem por Ele.” Depois de três horas de suplício, Pontamiena entregou sua bela alma a seu criador, e assim alcançou a dupla palma do martírio e da virgindade.

III - Como esta virtude é pouco conhecida e apreciada no mundo.

Ai, meus irmãos, como esta virtude é pouco conhecida no mundo, quão pouco nós a estimamos, quão pouco cuidado nós pomos em conservá-la, quão pouco zelo temos em pedi-la a Deus, pois que não a podemos ter de nós mesmos. Não, nós não conhecemos esta bela e amável virtude que ganha tão facilmente o coração de Deus, que dá um tão belo brilho a todas as nossas outras boas obras, que nos eleva acima de nós mesmos, que nos faz viver sobre a terra como os anjos no céu!...

Não, meus irmãos, ela não é conhecida por este velhos infames impudicos que se arrastam, se rolam e se submergem na lama de suas torpezas, cujo coração é semelhante àqueles ... sobres o alto das montanhas... queimados e abrasados por estes fogos impuros. Ai! Bem longe de procurar extinguí-lo, eles não cessam de acendê-lo e abrasá-lo por seus olhares, por seus pensamentos, seus desejos e suas ações. Em que estado estará esta alma, quando aparecer diante de Deus, a pureza mesma? Não , meus irmãos, esta bela virtude não é conhecida por esta pessoa, cujos lábios não são mais que uma abertura e um tubo de que o inferno se serve para vomitar suas impurezas sobre a terra, e que se alimenta disto como de um pão quotidiano. Ai! A alma deles não é mais que um objeto de horror para o céu e para a terra! Não, meus irmãos, esta bela virtude não é conhecida por estes jovens cujos olhos e mãos estão profanados por estes olhares e ... Ó DEUS, QUANTAS ALMAS ESTE PECADO ARRASTA PARA O INFERNO! ... Não, meus irmãos, esta bela virtude não é conhecida por estas moças mundanas e corrompidas que tomam tantas precauções e cuidados para atraírem sobre si os olhos do mundo; que por seus enfeites exagerados e indecentes, anunciam publicamente que são infames instrumentos de que o inferno se serve para perder as almas; estas almas que custaram tantos trabalhos, lágrimas e tormentos a Jesus Cristo! ... Vede estas infelizes, e vós vereis que mil demônios circundam sua cabeça e seu coração. Ó meu Deus, como a terra pode suportar tais sequazes do inferno? Coisa mais espantosa ainda, como mães as suportam num estado indigno de uma cristã! Se eu não temesse ir longe demais, eu diria a estas mães que elas valem o mesmo que suas filhas. Ai, este infeliz coração e estes olhos impuros não são mais que uma fonte envenenada que dá a morte a qualquer que os olha e os escuta. Como tais monstros ousam se apresentar diante de um Deus santo e tão inimigo da impureza! Ai! A vida deles não é mais que uma acumulação de banha que eles estão juntando para inflamar o fogo do inferno por toda a eternidade. Mas, meus irmãos, deixemos uma matéria tão desagradável e tão revoltante para um cristão, cuja pureza deve imitar a de Jesus Cristo mesmo; e voltemos à nossa bela virtude da pureza que nos eleva até o céu, que nos abre o coração adorável de Jesus Cristo, e nos atrai todas as bênçãos espirituais e temporais.



***

Acessem:
RÁDIO MENSAGEIRA DA PAZ
SITE OFICIAL DO SANTUÁRIO:
WEBTV:
LOJA VIRTUAL:

SERMÃO DE SÃO JOÃO MARIA VIANNEY SOBRE A CONTRIÇÃO


SERMÃO DE SÃO JOÃO MARIA VIANNEY SOBRE A CONTRIÇÃO

“INFELIZ DE MIM, POIS PEQUEI MUITO DURANTE MINHA VIDA. (CONFISSÕES DE SANTO AGOSTINHO)


“TAL ERA, MEUS IRMÃOS, A LAMÚRIA DE SANTO AGOSTINHO QUANDO ELE RECORDAVA OS ANOS DE SUA VIDA EM QUE ELE ESTEVE MERGULHADO COM TANTO FUROR NO VÍCIO INFAME DA IMPUREZA. “AH! INFELIZ DE MIM, POIS PEQUEI MUITO DURANTE OS DIAS DE MINHA VIDA.” E TODA VEZ QUE ESTE PENSAMENTO LHE VINHA, ELE SENTIA O CORAÇÃO DEVORADO E DILACERADO PELO REMORSO
“Ó MEU DEUS! EXCLAMAVA ELE, UMA VIDA PASSADA SEM VOS AMAR! Ó MEU DEUS, QUANTOS ANOS PERDIDOS! AH! SENHOR, DIGNAI-VOS, EU VOS CONJURO, EM NÃO SE RECORDARDES DE MINHA FALTAS PASSADAS!”
AH! QUE LÁGRIMAS PRECIOSAS, AH! QUE LAMENTOS SALUTARES QUE DE UM GRANDE PECADOR FIZERAM TÃO GRANDE SANTO. Ó! COMO UM CORAÇÃO DESPEDAÇADO DE DOR GANHOU PRONTAMENTE A AMIZADE DE SEU DEUS! AH! QUEIRA DEUS QUE A CADA VEZ QUE PASSARMOS DIANTE DE NOSSOS OLHOS OS NOSSOS PECADOS POSSAMOS DIZER COM TANTO LAMENTO QUANTO SANTO AGOSTINHO: “AH! INFELIZ DE MIM, POIS PEQUEI MUITO DURANTE OS ANOS DE MINHA VIDA! MEU DEUS, TENDES MISERICÓRDIA DE MIM!
Ó! QUE NOSSAS LÁGRIMAS BROTEM, E QUE NOSSA VIDA NÃO SE PARECE MAIS A MESMA! SIM, MEUS IRMÃOS, CONVENHAMOS, TODOS, TANTO QUANTO SOMOS, COM TANTO DE DOR QUANTO DE SINCERIDADE, SOMOS CRIMINOSOS DIGNOS DE CARREGAR TODA A CÓLERA DE UM DEUS JUSTAMENTE IRRITADO POR NOSSOS PECADOS, QUE, TALVEZ, SÃO MAIS MÚLTIPLOS QUE OS CABEÇOS DE NOSSA CABEÇA. CONTUDO, BENDIGAMOS PARA SEMPRE A MISERICÓRDIA DE DEUS QUE NOS ABRE EM SEUS TESOUROS UM REMÉDIO PARA NOSSAS DESGRAÇAS! SIM, MEUS IRMÃOS, QUALQUER QUE TENHA SIDO NOSSA CONDUTA, SOMOS ASSEGURADOS DE NOSSO PERDÃO, SE, AO EXEMPLO DO FILHO PRÓDIGO, NOS LANÇARMOS COM UM CORAÇÃO DESPEDAÇADO DE DOR AOS PÉS DO MELHOR DE TODOS OS PAIS. QUAL É MEU PROPÓSITO, MEU IRMÃO? EI-LO AQUI: É DE VOS MOSTRAR QUE PARA OBTER O PERDÃO DE NOSSOS PECADOS, É PRECISO QUE NOSSO LAMENTO CONTENHA QUATRO QUALIDADES: 1º É PRECISO QUE O PECADOR ODEIE E DETESTE SINCERAMENTE SEUS PECADOS PELA CONTRIÇÃO; 2º QUE ELE TENHA CONCEBIDO UM FIRME PROPÓSITO DE NÃO MAIS CAIR NESSES PECADOS; 3º QUE ELE FAÇA UMA HUMILDE CONFISSÃO AO MINISTRO DO SENHOR; E 4º QUE ELE REPARE, O TANTO QUANTO ELE PODE, A INJURIA FEITA A DEUS E O ERRO AO PRÓXIMO
PARA ENTENDEREM O QUE É A CONTRIÇÃO, OU SEJA, A DOR QUE DEVEMOS SENTIR POR NOSSOS PECADOS, PRECISARIA VOS FAZER CONHECER, DE UM LADO, O HORROR QUE O PRÓPRIO DEUS TEVE DELES, OS TORMENTOS QUE ELE SUPORTOU POR NÓS, OBTENDO O PERDÃO JUNTO DE SEU PAI; E, DO OUTRO, OS BENS QUE PERDEMOS AO PECAR E OS MALES QUE NOS IMPELIMOS PARA A OUTRA VIDA, E ISSO, NÃO SERÁ JAMAIS DADO AO HOMEM DE COMPREENDER. AONDE IREI VOS CONDUZIR, MEUS IRMÃOS, PARA VOS FAZER CONHECER ISSO? SERIA NO FUNDO DOS DESERTOS, ONDE TANTOS GRANDES SANTOS PASSARAM VINTE, TRINTA, QUARENTA, CINQÜENTA E MESMO OITENTA ANOS, CHORANDO POR SUAS FALTAS, QUE SEGUNDO O MUNDO NÃO SÃO FALTAS? AH! NÃO, NÃO, VOSSOS CORAÇÕES NÃO SERIAM AINDA AÍ TOCADOS. SERIA NA PORTA DO INFERNO PARA ESCUTAR AÍ OS GRITOS, OS UIVOS E OS RANGER DE DENTES OCASIONADOS PELO ÚNICO PRANTO DE SEU PECADO? AH! DOR AMARGA, MAS DOR E LAMENTOS INFRUTÍFEROS E INÚTEIS! AH! NÃO, NÃO, MEUS IRMÃOS, AINDA NÃO É AÍ EM QUE APRENDEREIS A CHORAR VOSSOS PECADOS COM A DOR E O LAMENTO QUE DEVEIS TER POR ELES! POIS ISSO SE DÁ NO PÉ DESTA CRUZ AINDA TINGIDA DO SANGUE PRECIOSO DE UM DEUS QUE APENAS O DERRAMOU PARA APAGAR NOSSOS PECADOS. AH! SE ME FOSSE PERMITIDO VOS CONDUZIR NESSE JARDIM DE DORES ONDE UM DEUS IGUAL A SEU PAI CHORA NOSSOS PECADOS, NÃO COM LÁGRIMAS ORDINÁRIAS, MAS COM TODO SEU SANGUE QUE ESCORRE POR TODOS OS POROS DE SEU CORPO, E, ONDE SUA DOR SE FAZ TÃO VIOLENTA QUE ELE A LANÇA EM UMA AGONIA QUE PARECE LHE RETIRAR A VIDA ENQUANTO LHE RASGA O CORAÇÃO. AH! SE EU PUDESSE VOS LEVAR EM SEU RASTRO, MOSTRÁ-LO CARREGANDO SUA CRUZ NAS RUAS DE JERUSALÉM: TANTOS PASSOS, TANTAS QUEDAS E TANTAS VEZES LEVANTADO COM CHUTES. AH! SE EU PUDESSE VOS FAZER APROXIMAR DESTE CALVÁRIO ONDE UM DEUS MORRE CHORANDO NOSSOS PECADOS! AH! DIR-NOS-ÍAMOS AINDA: SERIA PRECISO QUE DEUS NOS DESSE ESTE AMOR ARDENTE DO QUAL ELE TINHA ABRASADO O CORAÇÃO DO GRANDE BERNARDO, O QUAL, A ÚNICA VISTA DA CRUZ, DERRAMOU LÁGRIMAS COM TANTA ABUNDÂNCIA! AH! BELA E PRECIOSA CONTRIÇÃO, COMO AQUELE QUE TE POSSUI É FELIZ!
MAS PARA QUEM EU VOU FALAR DISSO, QUEM É AQUELE QUE A ENCERRA EM SEU CORAÇÃO? INFELIZMENTE! EU NÃO SEI. SERIA PARA ESSE PECADOR ENDURECIDO QUE, TALVEZ, DEPOIS DE VINTE ANOS, TRINTA ANOS, ABANDONOU SEU DEUS E SUA ALMA. AH! NÃO, NÃO, SERIA FAZER O MESMO QUE AQUELE QUE QUERIA AMACIAR UM ROCHEDO JOGANDO ÁGUA EM CIMA DELE, ENQUANTO QUE ELE APENAS O ENDURECIA CADA VEZ MAIS. SERIA PARA ESSE CRISTÃO QUE TEM DESPREZADO AS MISSÕES, RETIROS E JUBILEUS E TODAS AS INSTRUÇÕES DE SEUS PASTORES? AH! NÃO, NÃO, SERIA QUERER AQUECER A ÁGUA A COLOCANDO NO GELO. SERIA PARA ESSAS PESSOAS QUE SE CONTENTAM EM CELEBRAR SUAS PÁSCOAS, CONTINUANDO NO MESMO TIPO DE VIDA, QUE TODOS OS ANOS TEM OS MESMOS PECADOS PARA CONTAR? AH! NÃO, NÃO, ESSAS SÃO VÍTIMAS QUE A CÓLERA DE DEUS ENGORDA PARA SERVIR DE ALIMENTOS ÀS CHAMAS ETERNAS! AH! DIGAMOS MAIS, ELAS SÃO SEMELHANTES A CRIMINOSOS QUE TEM OS OLHOS VEDADOS E QUE, ESPERANDO SEREM EXECUTADOS, SE ENTREGAM A TUDO QUE SEUS CORAÇÕES DETERIORADOS PODEM DESEJAR. SERIAM PARA ESSES CRISTÃOS QUE SE CONFESSAM A CADA TRÊS SEMANAS OU A CADA MÊS, QUE A CADA DIA CAEM NOVAMENTE? AH! NÃO, NÃO, ESSES SÃO CEGOS QUE NÃO SABEM NEM O QUE FAZEM NEM O QUE DEVEM FAZER. A QUEM PODEREI, PORTANTO, DIRIGIR A PALAVRA? INFELIZMENTE! EU NÃO SEI… Ó MEU DEUS! ONDE É PRECISO IR PARA ENCONTRÁ-LA, A QUEM É PRECISO PEDI-LA? AH, SENHOR, EU SEI DE ONDE ELA VEM E QUEM A CONCEDE; ELA VEM DO CÉU, E É VOS QUE A CONCEDES. Ó MEU DEUS! CONCEDEI-NOS, POR FAVOR, ESTA CONTRIÇÃO QUE RASGA E DEVORA NOSSOS CORAÇÕES. AH! ESTA BELA CONTRIÇÃO QUE DESARMA A JUSTIÇA DE DEUS, QUE TRANSFORMA NOSSA ETERNIDADE DESGRAÇADA EM UMA ETERNIDADE BEM AVENTURADA! AH! SENHOR, NÃO NOS RECUSEIS ESTA CONTRIÇÃO QUE INVERTE TODOS OS PROJETOS E OS ARTIFÍCIOS DO DEMÔNIO; ESTA CONTRIÇÃO QUE NOS DÁ TÃO PRONTAMENTE A AMIZADE DE DEUS! AH! BELA VIRTUDE, COMO TU ÉS NECESSÁRIA, MAS COMO TU ÉS RARA! CONTUDO, SEM ELA, NADA DE PERDÃO, SEM ELA, NADA DE CÉU; DIZEMOS MAIS, SEM ELA, TUDO ESTÁ PERDIDO PARA NÓS, PENITÊNCIAS, CARIDADE E ESMOLAS E TUDO O QUE PODEMOS FAZER”




.....São João Maria Vianney nasceu em Dardily, Diocese de Lião, na França, no dia 8 de maio de 1786, filho de Mateus Vianney e Maria Belusa, piedosos camponeses.Desde a infância, deu indício de uma grande santidade. Certo dia, a mão deu ao filho uma imagem de Nossa Senhora que ele nunca deixava. Carregando-a respeitosamente nos braços a onde quer que fosse, muitas vezes, no estábulo, sem que ninguém o visse, costumava rezar longo tempo diante dela.
.....Com oito anos já acostumava, com palavras e com o exemplo, ensinar o Rosário de Nossa Senhora às crianças.
.....Quando a Revolução Francesa estourou, viveu dias tristes, vendo as igrejas fechadas, os padres perseguidos, etc.
.....De grande predileção pelos pobres, pelos abandonados que nada possuem, reunia-os pelos caminhos, pelos bosques e alegremente levava-os para sua casa, onde os pais, reputados desde há muito pela caridade, acolhiam a todos os desventurados.
.....Aos treze anos, com um fervor fora do comum, João Maria Vianney fez a Primeira Comunhão. Neste dia, ele dizia baixinho para si mesmo: "Eu serei padre! Eu serei padre!"
.....Depois ele o disse a seu pai. O pai, homem prudente e conhecedor da vida e dos arroubos da juventude, fê-lo esperar dois anos, para observá-lo e para experimentá-lo.
.....Afinal, João Maria Vianney entrou na escola fundada pelo Padre Balley, então pároco de Eculy.
.....Como seminarista foi modelo, mas como estudante, embora de comportamento exemplar, sua inteligência, porém, era muito limitada. Por isso chegou a ser despedido do Seminário, Mas, ajudado pelo Padre Balley, teve uma segunda oportunidade e, vencendo todas as barreiras, chegou ao grande dia de sua ordenação Sacerdotal. Esta se deu no 13 de agosto d 1815. Estava com 29 anos.
.....Depois de ordenado passou três anos como auxiliar do Padre Balley, e teve a oportunidade de rever com seu dedicado mestre toda a Teologia.
.....Em 1818 foi nomeado para Ars, onde ficou até sua morte.

.....Quando estava a caminho, já próximo de Ars, deu-se um fato muito edificante. O santo pediu informação a um menino sobre como chegar até Ars. Depois de ouvir suas explicações, o santo lhe disse: “Você me mostrou o caminho de Ars, e eu te mostrarei o caminho do céu.” Este menino, chamado Antonio Grive, foi o primeiro a paroquiano a morrer depois de São Maria Vianney, que assim lhe ensinou o caminho do céu.
.....Os habitantes de Ars, quanto à religião, viviam indiferentes. Quatro grandes males afastavam aquelas almas do caminho do bem: a bebida, a blasfêmia os bailes e o trabalho no domingo.
Nosso Santo pôs-se imediatamente ao trabalho para acabar com estes. Suas armas foram a oração, a penitência e os sermões.
.....Bem antes do raiar da aurora, levantava-se e ia prostrar-se diante do altar. Ali ajoelhado, suplicava por longo tempo a Deus pela conversão de sua paróquia.
.....À noite disciplinava-se até o sangue. O pouco que dormia, era sem nenhum conforto.
.....Em seus sermões, procurou mostrar ao povo com bastante realismo a gravidade do pecado, o valor da alma, do sangue de Nosso Senhor, etc.
.....Cinco anos depois, Ars apresentava-se com outra fisionomia: acabaram os trabalhos no domingo, a blasfêmia, que antes se escutava pelos campos, foi substituída por orações e cânticos religiosos, o vício da embriaguez foi afastado e as danças foram paulatinamente sendo eliminadas.
.....Quando tudo começou a melhorar, veio a perseguição dos homens, a calúnia dos mal formados.
.....Às perseguições dos homens, juntou-se a do demônio, furioso por ver que aquele humilde sacerdote lhe estava arrebatando as almas. E a luta foi terrível. Durou trinta e cinco anos. Fantasmas horríveis, insultantes vociferações transformavam sua casa durante a noite num verdadeiro inferno, com pesadelos assustadores e mesmo ataques diretos do demônio. Certa vez o demônio incendiou a cama do Cura d’Ars. Referindo-se a isto, S. João Maria Vianney dizia: “Não podendo pegar o pássaro, queimou a gaiola.”
.....Sustentado pela graça divina, João Maria Vianney, saiu vitorioso de todos os assaltos do maligno. E Nossa Senhora, aparecendo-lhe repetidas vezes, encorajava-o.
.....Deus lhe concedeu o dom dos milagres. Ele, por humildade atribuía os milagres que fazia a Santa Filomena, de quem era grande devoto.
.....Em 1824, abriu uma escola gratuita para as meninas. Logo depois apareceu um orfanato contíguo.
.....O zelo de São João Maria Vianney, seu desejo de fazer o bem às almas, e as graças que Nosso Senhor o enriqueceu foram a causa daquela contínua peregrinação de todas as partes da França e mesmo de outros lugares, de almas que vinham ouvir as lições de um santo, de pecadores que vinham encontrar, junto ao confessionário de um humilde sacerdote, a paz com Deus, perdida por muitos anos.
.....O programa diário de nosso Santo era exaustivo: de madrugada, à uma hora, ia à igreja para rezar, antes da aurora, confessava as mulheres, às seis, no verão e às sete no inverno, celebrava a Santa Missa. Depois da ação de graças, os peregrinos rodeavam-nos, implorando bênçãos, curas, palavras de conforto, conversões, conselhos para os mais variados casos, etc. Às dez horas recitava parte de seu breviário, depois ia sentar-se no confessionário; às onze horas era o catecismo, aquele catecismo que ficou famoso; depois de um almoço, como diríamos nós, de passarinho, era a clássica visita aos doentes, quando então a multidão se comprimia para vê-lo passar, pata tocar-lhe as vestes. Depois de rezar as Vésperas e as Completas, voltava para o confessionário onde permanecia, muitas vezes até altas horas da noite. Chegava a passar 16 horas por dia no confessionário.
.....Desejoso de solidão para poder, como dizia, “chorar sua pobre vida", duas vezes São João Maria Vianney tentou deixar a paróquia. Mas o povo cercou-lhe o caminho e o levou de volta para a igreja.
.....São João Maria Vianney morreu no dia 4 de agosto de 1859.
.....Os peregrinos e paroquianos desfilaram diante de seu corpo durante quarenta e oito horas sem interrupção.
.....Chegando à mais sublime perfeição, ao mais alto grau da união com Deus, só se falava em Ars, das virtudes do Vigário, de sua bondade, sua paciência, desvelo, caridade, etc.
.....São João Maria Vianney foi beatificado por São Pio X aos 5 de janeiro de 1905 e canonizado por Pio XI no dia 31 de maio de 1925, poucos dias depois de Santa Teresinha.
.....Ars tornou-se rapidamente um dos grandes centros de peregrinação. Junto à antiga igreja de Ars, conforme o desejo do Santo, foi construída uma magnífica igreja dedicada a Santa Filomena. Num belo altar lateral desta igreja, foi colocado o corpo de São João Maria Vianney.

Dec 30, 2012

JACAREÍ, 30.12.2012 - MENSAGEM DE NOSSA SENHORA - COMUNICADA AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA - CAPELA DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ – SP – BRASIL

 VÍDEO DA APARIÇÃO, MENSAGEM E PALESTRA DO VIDENTE MARCOS TADEU APÓS A APARIÇÃO:




http://gloria.tv/?media=378313



JACAREÍ, 30 DE DEZEMBRO DE 2012
CAPELA DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ – SP – BRASIL

CENÁCULO DA SAGRADA FAMÍLIA
MENSAGEM DE NOSSA SENHORA  
COMUNICADA AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA

APARIÇÃO DE NOSSA SENHORA COM OS ANJOS JULIEL E MARIEL





JACAREÍ, 30 DE DEZEMBRO DE 2012
MENSAGEM DE NOSSA SENHORA
         “-Meus queridos filhos, hoje, quando estais Aqui, fazendo o último Cenáculo deste ano de 2012 e agradecendo Comigo ao Senhor por todas as graças e benefícios que ao longo deste ano Ele vos deu, convido-vos novamente a agradecerdes ao Senhor pela maior graça que Ele vos deu Aqui que é a da Minha presença extraordinária, diária, contínua e especialíssima nas Minhas Aparições, através das quais vos conduzi ao longo dos anos e deste ano também pela estrada da Conversão, da volta ao Senhor, da purificação das vossas almas, do vosso aperfeiçoamento e santificação pessoal. Para que assim, verdadeiramente dos vossos corações e das vossas almas todas suba e chegue até Deus o mais perfeito hino de gratidão e de louvor que Ele deseja de vós, que suba para Ele também o vosso desejo sincero de mudardes de vida neste novo ano que começa, que a vossa conversão Meus filhos não se demore mais, que cada um comece por purificar a sua própria alma combatendo nelas os seus defeitos, seus vícios, más inclinações, maus hábitos. Para que assim vós dia após dia possais sempre mais melhorardes como pessoas, como cristãos, como filhos Meus, até vos tornardes completamente semelhantes a Mim, ao Meu filho Jesus, a São José e aos Anjos e Santos do Céu.
         Desejo que verdadeiramente nas vossas almas haja um grande amor, uma grande pureza, uma grande perfeição, por isso continuo dia após dia aparecendo Aqui para conduzir-vos pela estrada da perfeição. Enquanto a humanidade se entrega sempre no final do ano à dissipação, aos divertimentos e às coisas vãs vós deveis entregar-vos completamente ao Senhor e a Mim para que Eu realize nas vossas almas a transformação tão desejada por Deus e por Mim que vos lance verdadeiramente no caminho da santificação e nele vós possais avançar sempre mais com passo firme na direção do cumprimento da vontade do Altíssimo.
         Durante este ano estive convosco em todas as vossas provações, tribulações, dificuldades e sofrimentos, estive ao vosso lado em todos os momentos que parecia tudo perdido e que parecia que nenhuma esperança mais restava para vós. Estive ao vosso lado para ser um sinal de esperança, um sinal de amor, um sinal de que no final o Senhor triunfará e este mundo que já parece agora completamente dominado pelas trevas de Satanás e completamente perdido, este mundo será finalmente purificado, será finalmente libertado do jugo de Satanás e as almas que agora estão em trevas verão a Minha grande luz e ao verem esta Minha grande luz conhecerão a verdade e terão todas enfim a oportunidade de escolherem a verdade.
         Por isso, não desanimeis Meus filhos... Rezai, Rezai, Rezai, porque no final o Meu Coração Imaculado triunfará. O Meu Coração Imaculado triunfará em vós, na vossa vida tanto quanto vós hoje Me responderdes sim e Me abrirdes a porta dos vossos corações com largueza.
         A todos vós, neste momento abençoo generosamente e digo-vos: Amo-vos! Amo-vos!Amo-vos! Continuarei aparecendo Aqui no próximo ano para vós, por vós, os Meus filhos que tanto amo para conduzir-vos seguramente pelo caminho da salvação até o Céu.
         A todos neste momento abençoo e especialmente a ti Marcos o mais dedicado e esforçado dos Meus filhos, de LOURDES, do Meu Santuário de Guadalupe, de MONTICHIARI e de JACAREÍ.
         A Paz Meus filhos amados, ficai na Paz do Senhor.”


DOCUMENTÁRIO EXIBIDO NO CENÁCULO DE 30.12.2012:

DOCUMENTÁRIO: GUADALUPE UMA IMAGEM VIVA



http://gloria.tv/?media=378341




JACAREÍ, 30.12.2012 - PALESTRA DO VIDENTE MARCOS TADEU APÓS A EXIBIÇÃO DO DOCUMENTÁRIO GUADALUPE UMA IMAGEM VIVA:



http://gloria.tv/?media=378371


PARTICIPEM DOS CENÁCULOS DE ORAÇÕES E DO MOMENTO SUBLIME DA APARIÇÃO, INFORMAÇÕES PELO TEL:


TEL DO SANTUÁRIO : (0XX12) 9701-2427



CANAIS DE DIVULGAÇÃO:



IRMÃOS, ACOMPANHEM OS VÍDEOS NOS CANAIS DE DIVULGAÇÃO DO YOUTUBE:



Desde o dia 7 de fevereiro de 1991, há 21 anos, Nosso Senhor Jesus Cristo, Maria Santíssima, São José, o Divino Espírito Santo, os Anjos e os Santos, vem aparecendo diariamente em Jacareí, São Paulo, Brasil, às 18:30hs (hora de Brasília). Ela se apresenta como Rainha e Mensageira da Paz e faz um último apelo à conversão, através de um jovem: Marcos Tadeu, que no início das Aparições tinha 13 anos apenas. São as mais intensas Aparições da história de nosso país, e Maria Santíssima diz que são as últimas Aparições para a Humanidade. A Mãe de Deus pediu que fosse feita todos os dias, às oito horas da noite, a Santa Hora da Paz a fim de que as famílias se convertam e o mundo tenha Paz. Ela prometeu a Sua proteção às famílias que a fizerem todos os dias. Nossa Senhora diz que as Aparições de Jacareí e a de Medjugorje (ex-Iugoslavia) são a continuação e a CONCLUSÃO de Fátima.

Dec 27, 2012

27 DE DEZEMBRO - DIA DE SÃO JOÃO EVANGELISTA



Jacareí, 07 de Fevereiro de 2007
ANIVERSÁRIO DE 16 ANOS DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ
(Mensagens de São João Evangelista)
Comunicada ao Vidente Marcos Tadeu Teixeira

MENSAGEM DE SÃO JOÃO EVANGELISTA
“-Marcos irmão Meu, amor Meu, protegido Meu, defendido Meu. Eu sou JOÃO o Apóstolo amado, Eu sou aquele que protegeu, amou, guardou, honrou e obedeceu a Santíssima Mãe de DEUS por 20 anos após a ascensão de NOSSO SENHOR JESUS CRISTO ao Céu. Eu sou aquele que vos ama e os protege e que tem a missão de ensinar-vos o verdadeiro amor por DEUS, o amor perfeito por DEUS, por MARIA SANTÍSSIMA, pelo SENHOR.
Oh sim! Aquele que não luta por MARIA SANTÍSSIMA e Suas Aparições, aquele que fica dividido entre obedecer a Ela ou obedecer aos homens, por mais santos que pareçam, mas que são contrários às Mensagens Dela, esses não a amam.
Aqueles que não lutam pela SANTÍSSIMA VIRGEM que aparece na Terra, na perseguição, na pobreza, na simplicidade, na dor e no sofrimento, no abandono dos seus, esses não a amam.
Aqueles que não doam toda a sua vida por MARIA SANTÍSSIMA querendo ainda conservar para si a sua vida não a amam, e vão perder a sua vida porque não entregaram a sua vida à MARIA.
Aqueles que amam a tudo e todos, mas a SANTÍSSIMA VIRGEM não amam em primeiro lugar e acima de tudo e por esse tudo deixam tudo mais para possuir esse tudo que é MARIA, não a amam... não a amam!
Aqueles que crêem em parte nas Mensagens, que tenham a fé parcial nelas, e que umas Mensagens aceitam e obedecem e outras não, não amam MARIA e hão de perder o afeto e a amizade Dela.
Aqueles que não suportam tudo por Maria, que não sofrem tudo por Maria, que não esperam tudo de MARIA e em MARIA e que não entregam tudo a MARIA e para MARIA, não a amam... não a amam.. E não terão o amor desta SANTA MÃE.
Aqueles que não amam MARIA, não conhecem o amor, aqueles que dizem que amam MARIA, mas se mantém longe das Aparições e Mensagens Dela, para agradar aos homens, para agradar a quem quer que seja, e ter uma obediência falsa a quem quer que seja não ama MARIA... Não é digno de MARIA.
Não é digno do amor de MARIA quem não abraça a Cruz com ELA e com NOSSO SENHOR e não carrega essa Cruz por todos os dias de sua vida, com humildade, paciência, resignação, obediência e FÉ absoluta.
Quem ama o mundo mais do que a MARIA, não é digno de MARIA.
Quem ama seus entes queridos mais do que a MARIA, não é digno de MARIA.
Quem ama os sacerdotes, bispos e religiosos contrários às Aparições e Mensagens de MARIA, quem os ama mais do que a MARIA, não é digno de MARIA... Não é digno de MARIA.
Quem ama a si mesmo mais do que a MARIA, não é digno de MARIA.
Quem ama os seus interesses, quem ama a sua própria vontade mais do que à MARIA, não é digno de MARIA.
Quem não morre para si mesmo, quem não renuncia a si mesmo, não é digno de MARIA... Não é digno de MARIA.
Quem não se dispõe a sacrificar tudo, tudo mesmo para ficar fiel às Aparições e Mensagens de MARIA... Não é digno de MARIA... Não é digno de MARIA...
Eu deixei tudo pelo Meu SENHOR e pela Minha SENHORA, a ELES consagrei Minha juventude, Minha vida, Minhas forças, Minha velhice. Sofri por ELES, amei-os com todas as Minhas forças, e quem não fizer o mesmo por MARIA e pelo SENHOR não será digno DELES.
Eu Me fiz digno do SENHOR e de Sua Mãe vivendo só por ELES, existindo só para ELES...empregando todas as Minhas forças só para obedecer e amar à ELES.
Bem aventuradas as almas, que deixou tudo por causa de MARIA nas suas Aparições, pois serão dignos DELA.
Bem aventuradas as almas, que suportam tudo e sofrem tudo por amor à MARIA, porque serão dignos DELA.
Bem aventurados os que carregam a Cruz com JESUS e MARIA nas suas Aparições, suportando a perseguição, a contrariedade e o abandono da terra, porque serão dignos DELES.
Bem aventuradas as almas que morrem para si mesmas para viver apenas para MARIA e unicamente para ELA em suas Aparições, pois essas almas serão dignas da vida eterna com MARIA, no Paraíso.
Irmãos, dou-vos a PAZ, deixo-vos a PAZ e vos prometo defender-vos-ei de todos os males, de todas as ciladas do inimigo infernal, estarei sempre junto de vós para confortar-vos nas perseguições que sofrerdes por causa das Aparições de MARIA, nos vossos sofrimentos, nas vossas dificuldades.
Eu serei sempre vosso Irmão, vosso guarda, vosso escudo e vosso defensor. Até o Céu onde nós vos esperamos. A PAZ!




27 de dezembro

São João
É muito difícil imaginar que esse autor do quarto evangelho e do Apocalípse tenha sido considerado inculto e não douto. Mas foi dessa forma que o sinédrio classificou João, o apóstolo e evangelista, conhecido como "o discípulo que Jesus amava". Ele foi o único apóstolo que esteve com Jesus até a sua morte na cruz.

João era um dos mais jovens apóstolos de Cristo, irmão do discípulo Tiago Maior, ambos filhos de Zebedeu, rico pescador da Betsaida, e de Salomé, uma das mulheres que colaboravam com os discípulos de Jesus. Assim como seu pai, João era pescador, e teve como mestre João Batista, o qual, depois, o enviou a Jesus. João, Tiago Maior, Pedro e André foram os quatro discípulos que mais participaram do cotidiano de Jesus.

Costuma ser definido, entre os apóstolos, como homem de elevação espiritual, mais propenso à contemplação do que à ação. Apesar desse temperamento, foi incumbido por Jesus com o maior número de encargos, estando presente em quase todos os momentos e eventos narrados na Bíblia. Estava presente, por exemplo, quando ressuscitou a filha de Jairo, na Transfiguração de Jesus e na sua aflição no Getsêmani. Também na última ceia, durante o processo e, como vimos, foi o único na hora final. Na cruz, Jesus, vendo-o ao lado da Virgem, lhe confiou a tarefa de cuidar da Mãe, Maria.

Os detalhes que se conhece revelam que, após o Pentecostes, João ficou pregando em Jerusalém. Participou do Concílio de Jerusalém, depois, com Pedro, se transferiu para a Samaria. Mas logo foi viver em Éfeso, na companhia de Nossa Senhora. Dessa cidade, organizou e orientou muitas igrejas da Ásia. Durante o governo do imperador Domiciano, foi preso e exilado na ilha de Patmos, na Grécia, onde escreveu o quarto evangelho, o Apocalipse e as epístolas aos cristãos.

Diz a tradição que, antes de o imperador Domiciano exilar João, ele teria sido jogado dentro de um caldeirão de óleo fervente. Mas saiu ileso, vivo, sem nenhuma queimadura. João morreu, após muito sofrimento por todas as perseguições que sofreu durante sua vida, por pregar a Palavra de Deus, e foi sepultado em Éfeso. Tinha noventa anos de idade.

O evangelho de João fala dos mistérios de Jesus, mostrando os discursos do Mestre com uma visão mais aguçada, mais profunda. Enquanto os outros três descrevem Jesus em ação, João nos revela Jesus em comunhão e meditação, ou seja, em toda a sua espiritualidade. Os primeiros escritos de João foram encontrados em fragmentos de papiros no Egito, por isso alguns estudiosos acreditam que ele tenha visitado essas regiões.