domingo, 29 de março de 2015

29 de março – Domingo de Ramos – Espanha, Calenda: Pela intercessão de Nossa Senhora do Pilar de Saragoça, Miguel Juan Pellicer, tendo a perna direita amputada, por mais de três anos, acorda com as duas pernas (1640)






29 de março – Domingo de Ramos – Espanha, Calenda: Pela intercessão de Nossa Senhora do Pilar de Saragoça, Miguel Juan Pellicer, tendo a perna direita amputada, por mais de três anos, acorda com as duas pernas (1640)
Sempre que o óleo dos candeeiros acesos da capela da Virgem era renovado ele o esfregava em suas feridas...
Em 1640 o jovem operário agrícola da cidade de Calandra, Miguel Juan Pellicer, de 17 anos, estava a conduzir uma atrelagem, quando caiu do reboque e uma das rodas atingiu-lhe a perna, esmagando o “centro da tíbia”. Com dores insuportáveis, Miguel foi de carona para Zaragoza, para se colocar sobre a proteção da Virgen del Pilar. Após cinquenta dias, o jovem chegou à Basílica. Extremamente cansado e sentindo a morte próxima, arrastou-se até o santuário e pediu à Virgem: “Salva-me, pois estou morrendo!”
Operado, sua perna foi amputada, quatro dedos acima do joelho. Depois da cirurgia retornou ao santuário para agradecer à Virgem por lhe ter salvado a vida. Porém, o camponês não tinha mais condições de trabalhar e passou a pedir esmola em frente ao Santuário de Nossa Senhora do Pilar. Sempre que o óleo dos candeeiros acesos da capela da Virgem era renovado, Miguel Juan espalhava um pouco dele sobre as cicatrizes, apesar de o cirurgião o ter aconselhado a não fazer isso.
Uma noite, já de volta à sua cidade, após ter invocado a Virgem do Pilar, Juan Miguel adormeceu. Ao despertar uma enorme surpresa o aguardava: ele estava perfeito, com as duas pernas! E não somente isso, mas aquela que reapareceu era exatamente a sua perna, a que tinha sido amputada havia dois anos e meio. Uma comissão foi instituída para verificação dos fatos e incumbida de desenterrar, o mais rápido possível, o membro enterrado no cemitério. Porém, a perna não estava mais ali.
A notícia se espalhou por toda a Espanha e culminou com a realização do grandioso santuário atual, desígnio de peregrinos de todas as categorias que, na Padroeira da Espanha – colocada há dois mil anos sobre a sua pilastra – encontram conforto e bênção.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis