quarta-feira, 4 de março de 2015

AS CINCO ESPÉCIES DE GULA - Santo Tomás de Aquino



O PECADO DE GULA 


AS CINCO ESPÉCIES DE GULA
Santo Tomás de Aquino
(Suma Teológica, II-II, q.148, a.4)

São Gregório diz: "O vício da gula nos tenta de cinco maneiras: às vezes, adiantamos a hora de comer, antecipando a necessidade; outras vezes, buscamos pratos mais refinados; outras vezes, desejamos alimentos preparados com mais esmero; outras ainda, exageramos na quantidade da comida; outras vezes, enfim, pecamos pela própria voracidade de um apetite sem limite". Todos esses modos ele resume assim: "apressadamente, refinadamente, excessivamente, avidamente, meticulosamente".

"A gula implica um desordenado desejo para comer. Ora, no comer duas coisas devem ser consideradas: o alimento que se come e a ação de comer. Daí os dois modos de entender essa concupiscência desordenada. Primeiro, quanto ao alimento que comemos. Assim, quanto à substância ou a espécie de comida, há quem procure alimentos refinados, isto é, caros; quanto à qualidade, há quem busque alimentos acuradamente preparados, isto é, meticulosamente; e quanto à quantidade, há os que exageram, comendo em excesso. Em segundo lugar, considera-se a desordem da concupiscência, quanto ao ato de comer, ou por antecipar o tempo próprio para isso, isto é, apressadamente; ou por não observar a maneira conveniente de comer, isto é, avidamente. Isidoro, por sua vez, une as duas circunstâncias numa só, dizendo que o guloso se excede "na substância, na quantidade, no modo e no tempo" ".


AddThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...