Jan 12, 2016

Padre Pio e os Três Dias de Trevas



Padre Pio e os Três Dias de Trevas
De uma tradução de uma cópia de uma carta particular escrita pelo Padre Pio, dirigida à Comissão de Heroldsbach, designada pelo Vaticano, que testemunha a verdade e a realidade dessas revelações sobre os Três Dias de Trevas, dadas pelo Nosso Senhor ao Padre Pio, um padre capuchinho marcado por estigmas.
28 de janeiro de 1950
Mantende bem cobertas as vossas janelas. Não olheis para fora. Acendei uma vela benta, que será suficiente para muitos dias. Rezai o rosário. Lede livros espirituais. Fazei atos de comunhão espiritual e também atos de amor, que são tão agradáveis para Nós. Orai com os braços estendidos, ou prostrados no chão, a fim de que muitas almas possam ser salvas. Não vades para fora de casa. Provede-se com comida suficiente. As forças da natureza deverão ser impelidas e uma chuva de fogo deverá fazer as pessoas tremerem de temor. Tende coragem! Eu estou no meio de vós.
7 de fevereiro de 1950
Cuidai dos animais durante esses dias. Eu sou o Criador e o Protetor de todos os animais, bem como do homem. Eu vos darei alguns sinais de antemão, momento em que deveríeis colocar mais comida diante deles. Eu irei preservar a propriedade dos eleitos, incluíndo os animais, pois depois eles também deverão estar em necessidade de sustento. Que ninguém cruze o jardim, inclusive para alimentar os animais – aquele que passar irá perecer! Cobri vossas janelas com cuidado. Meus eleitos não deverão ver Meu furor. Tende confiança em Mim, e Eu serei vossa proteção. Vossa confiança obriga-Me a vir em vosso auxílio.
Está próxima a hora da Minha vinda! Mas mostrarei misericórdia. Uma punição mais temível irá testemunhar ao tempo. Meus anjos, que estão para ser os executores desse trabalho, estão preparados com suas espadas pontiagudas! Eles tomarão cautelas maiores para aniquilar todos aqueles que Me escarneceram e que não iriam acreditar em Minhas revelações.
Furacões de fogo jorrarão das nuvens e se espalharão por toda a terra! Tempestades, mau tempo, raios e terremotos cobrirão a terra por dois dias. Terá lugar uma incessante chuva de fogo! Ela terá início durante uma noite muito fria. Tudo isso é para provar que Deus é o Mestre da Criação. Aqueles que esperam em Mim, e acreditam em Minhas palavras, nada tem a temer, porque Eu não os abandonarei, nem aqueles que difundem Minha mensagem. Nenhum mal virá àqueles que estão em estado de graça e que procuram a proteção de Minha Mãe.
Que vós possais estar preparados para essas visitações, Eu vos darei os seguintes sinais e instruções: a noite será muito fria; o vento rugirá; depois de um tempo, serão ouvidos trovões. Fechai todas as portas e janelas. Não faleis com pessoas de fora da casa. Ajoelhai-vos perante um crucifixo, arrependei-vos de vossos pecados e suplicai pela proteção de Minha Mãe. Não olheis durante o terremoto, pois a ira do Senhor é sagrada! Jesus não quer que vejamos a ira de Deus, porque a ira de Deus deve ser contemplada com temor e tremor.
Aqueles que desprezarem este conselho serão mortos na mesma hora. O vento carregará consigo gases venenosos que irão se propagar por toda a terra. Serão mártires aqueles que sofrerem e morrerem inocentemente, e eles Me acompanharão em Meu Reino.
Satanás exultará! Mas, após três noites, cessarão o terremoto e o fogo. O sol brilhará novamente no dia seguinte. Anjos descerão do céu e derramarão o espírito da paz sobre a terra. Um sentimento de incomensurável gratidão se apossará daqueles que sobreviverem a essa terrível provação, o iminente castigo, com o qual Deus visitou a terra desde a criação.
Também em outros países eu escolhi almas, como Bélgica, Suíça e Espanha, que receberam essas revelações, para que outros países também possam estar preparados. Rezai muito durante esse Ano Sagrado de 1950. Rezai o rosário, mas rezai ele bem, para que suas preces alcancem o céu. Logo uma catástrofe mais terrível virá sobre o mundo inteiro, como nunca antes presenciada, um castigo terrível, nunca antes experimentado! A guerra de 1950 será a introdução para essas coisas.
Como os homens estão despreocupados em relação a essas coisas!, que tão cedo deverão vir sobre eles, em contraposição a todas as expectativas. Como são indiferentes em sua preparação para esses sucessos inimagináveis, através dos quais tão logo eles terão de passar.
O peso da balança divina alcançou a terra! O furor do Meu Pai deverá ser derramado sobre todo o mundo! Novamente Eu estou alertando o mundo através de sua instrumentalidade, como tantas vezes já fiz até agora.
Os pecados dos homens multiplicaram-se incomensuravelmente: falta de reverência na Igreja, orgulhoso pecaminoso cometido em atividades religiosas hipócritas, carência de verdadeiro amor fraternal, indecência na indumentária, especialmente nas épocas estivais…O mundo está repleto de iniquidade.
Essa catástrofe deverá vir sobre a Terra como um relâmpago, momento em que a luz do sol da manhã deverá ser substituída por trevas negras! Desse momento em diante, ninguém deverá sair de casa ou olhar para fora da janela. Eu Mesmo deverei vir em meio a raios e trovões. Os perversos deverão ver Meu Sagrado Coração. Haverá grande confusão em virtude dessa absoluta escuridão em que a Terra deverá estar envolta, e muitos, muitos, morrerão de temor e de desespero.
Aqueles que deverão lutar pela Minha causa receberão a graça de Meu Sagrado Coração; e o grito: “QUEM É SEMELHANTE A DEUS!” deverá servir de proteção para muitos. Todavia, muitos queimarão em campos abertos, como grama seca! Os descrentes serão aniquilados, para que depois os justos possam novamente se levantar.
No dia, assim que a total escuridão tenha se assentada, ninguém deve sair de casa ou olhar para fora da janela. As trevas devem durar um dia e uma noite, seguidos de outro dia e outra noite, e outro dia – mas, na noite seguinte as estrelas brilharão outra vez e, na manhã depois, o sol deve nascer novamente, e será primavera!
Nos dias de trevas, Meus eleitos não devem dormir, como fizeram os discípulos no Jardim das Oliveiras. Eles devem rezar incessantemente, que não se decepcionarão comigo. Eu irei reunir os Meus eleitos. O inferno suporá estar a Terra toda em seu próprio poder, mas Eu irei reivindicá-la!
Vós pensais, talvez, que Eu permitiria ao Meu Pai lançar sobre o mundo tão terríveis castigos, se o mundo trasmutasse da iniquidade para a justiça? Mas em virtude do Meu grande amor essas tribulações deverão ser autorizadas a descer sobre o homem. Malgrado muitos deverão Me amaldiçoar, milhares de almas, todavia, serão salvas através delas. Nenhuma inteligência humana pode perscrutar a profundidade de Meu amor!
Orai! Orai! Eu desejo vossas orações. Minha querida Mãe Maria, São José, Santa Isabel, São Conrado, São Miguel, São Pedro, Teresinha, Vossos Santos Anjos, devem ser vossos intercessores. Implore a ajuda deles! Sede corajosos soldados de Cristo! Ao regresso das luzes, vamos todos dar graças à Santíssima Trindade por Sua proteção! A devastação deverá ser enorme! Mas, Eu, Seu Deus, terei purificado a Terra. Eu estou convosco. Tende confiança!
Padre Pio de Pietrelcina – “Padre Pio e os Três Dias de Trevas”: Original disponível em: http://www.tldm.org/news/darkness-11-13-98.htm. Tradução livre nossa.
Olavo de Carvalho acrescenta o seguinte esclarecimento à mensagem acima:
Na mensagem do Padre Pio, prestem atenção ao detalhe de que as catástrofes futuras, segundo ele, terão sua origem remota na “guerra de 1950”. A Guerra da Coréia começou em junho daquele ano. Dias atrás, a Coréia do Norte, cujo regime político existe como produto direto daquela guerra, anunciou que já tem sua bomba atômica. Os que alardeiam que o comunismo não existe mais sentirão em breve — se não sentiram ainda — o coice do cavalo morto.